Resenhas

#Resenha A Duquesa Rebelde – Christine Merrill

“Vici si iscrive resenhi aguiri”, muitos podem dizer. “Sim” vou responder. Eu poderia ter feito um Julgando pela Capa dos últimos livros que li? Poderia. Mas, eu esqueci. Eu avisei que tinha memória ruim, não digam que não avisei.

Mas, vamos falar de gente rica, bonita e que nasceu na época certa: Lady Miranda e Marcus Radwell! ~Vici si fala de Marcus~ Sim! Não tenho culpa se o protagonista outra vez se chama Marcus. Sinto que todos os Marcus de Londres resolveram habitar o país dos maridos literários.

O nome do livro é “A Duquesa Rebelde”, da autora Christine Merrill. Vou logo avisando que o livro tá de graça em todo lugar, desde a Amazon até na Saraiva. ~Em ebook, babies. Ebook!~

Aqui temos um romance de época às avessas do que estamos acostumados a ler. O mocinho concorda em conhecer a mocinha por causa de uma promessa feita à finada duquesa ~percebam que todo Marcus se mete a fazer promessa complicada~, a mocinha acaba comprometendo a própria reputação sem perceber e os dois acabam casados dentro de 24 horas. Tudo assim, pá-bufo!

Miranda pensa até que se deu bem casando com um duque tão rápido – Mas, na manhã seguinte a noite de núpcias, Marcus deixa a nova esposa imaculada em casa e sai desbravando o mundo sem dar grandes explicações além de liberar Miranda para cuidar de tudo. Como se tivesse casado com uma governanta em vez de só contratar uma. Homens. Pff. Achando que seu casamento não vai durar, Miranda resolve pelo menos dar a tal faxina na propriedade e mostrar aos empregados quem é que manda – pelo menos até seu suposto marido chegar e talvez anular o casamento.

É interessante ver que os dois passam a se conhecer bem enquanto ainda estão distantes um do outro, mesmo que já casados. E nem to falando de papinho via Whatsapp, viu?! Tudo à moda antiga!

Os dois possuem segredos que começam a ser revelados aos poucos, uma carga pesada que de início nenhum dos dois quer compartilhar. Quando se reúnem, os temperamentos ainda não se batem. Porém, no decorrer da história as cartas vão sendo jogadas na mesa. Os segredos são revelados, as qualidades se sobrepõem, os defeitos passam a fazer sentido, os pequenos gestos começam a ter significado, as dores vão sendo superadas… e só digo que é lindo ver como em meio ao caos esses dois vão conseguindo fazer as engrenagens se ajustarem. Algo mais além do respeito – ou a falta dele – vai surgindo entre eles e é como colocar óleo em um armador de rede enferrujado. Tudo flui, não facilmente, mas belamente.

Miranda é determinada, trabalhadora, fiel ao novo marido – mesmo sem ainda sentir amor – tem um passado misterioso e sabe fazer tudo menos ser uma duquesa. Ela é tipo “sorriam e acenem”, fingindo que sabe o que está fazendo e isso me rendeu boas risadas. Identifiquei eu mesma ali.

Marcus é um homem honrado, mais velho e com um passado mais trágico do que misterioso, além de um coração quebrado por mentiras e perdas. Ele é imprevisível de um jeito bom, e eu curti ver sua surpresa a cada descoberta que fazia sobre Miranda.

A cobra que falou com Eva resolveu dar as caras no vilão desse livro: sorrateiro, sutil, mentiroso e perigoso. Nem vou dizer quem é a pessoa, me recuso. Só digo a ele uma coisa: Busque ajuda. /Vejam que já estou falando com o personagem de novo, igual fiz na hora que li o livro. Quem nunca?

A história toda é contada em terceira pessoa, do ponto de vista do casal protagonista. Isso foi ótimo, ficou mais dinâmico. O ponto negativo fica só em uma cena MUITO importante mais para o final do livro, onde tudo acontece tão rápido que deu ERROR 404 aqui na minha cabeça. Não deu para entender quem estava falando o quê! Li, reli e não entendi. Quando terminei o livro voltei lá e aí sim tudo ficou claro. Então, caso você não entenda essa cena pode recorrer a mim. Estou prestando consultoria sobre “como descobrir quem está falando naquela cena”.

Tirando isso, me apaixonei perdidamente pelo livro! A capa me lembrou o cenário do filme Sissi. Senti como se estivesse lendo uma obra da finada Austen, com um toque da rainha Quinn e uma colher de chá a mais de dor e outra de ação. A história tem um suspense gostosinho sobre quem é a melhor pessoa para Miranda, se o casamento vai durar ou não, quem fica vivo ou não… e no final todas as pontas são arrematadas. Todos tem um final aceitável, dá aquela satisfação de ler algo bem concluído.

A questão é: Como um casamento arranjado, uma duquesa com jeito de pobre, um duque caladão, uma casa desmoronando e um mordomo bebum conseguem resistir aos segredos que carregam e aos ataques que sofrem tanto entre si quanto externos? Vão lá ler para saber, porque eu já descobri e me encantei! E também porque não vou contar, não sou resenhista de spoillers. Aceitem.

.

P.S.: Se não viu a resenha do outro Marcus que também era duque e também fez uma promessa marota, então clica aqui.

P.S².: Vocês acham que eu montei meu dream cast sim ou claro? Quem respondeu “claro” acertou! Miranda foi representada por Jennifer Lawrence – nada a ver, talvez, mas eu precisava de alguém com cara determinada e ao mesmo tempo inocente dos fatos no começo. Marcus foi representado por Peter Hermann maravilhoso. O irmão do Marcus, pode ser o Liam Hemsworth. Não tinha pensado nele, pensei agora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que casar com um duque:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s