Capas Favoritas

#CapasFavoritas Olho no Olho

Oi, LiteraBabies!
Já aprendemos aqui que o ditado “Não julgue um livro pela capa” é difícil de colocar em prática. A capa é importante pra quem lê (tem gente que nem lê dependendo da capa – não vou nem dizer quem) E quando ela é um amorzinho de capa tudo vira um sonho lindo cheio de gliter e algodão doce. Vem cá ver algumas capas que eu amo!

1. Série A Seleção – Kiera Cass

“Pode partir meu coração. Mil vezes, se desejar. Sempre foi seu para machucar como quiser… Amarei você até meu último suspiro. Cada batida do meu coração é sua. Não quero morrer sem que você saiba disso.” –  A Escolha, Kiera Cass. Frase dita pelo meu Supremo Marido Literário Maxon Schreave

Nossa rainha Audrey arrasa representando a querida-que-não-é-nossa-querida América Singer nas capas com um vestido mais lindo que o outro. Meu favorito é a capa do terceiro livro, A Escolha. (Porque, pelas santas joias reais, América quer usar jeans tendo vestidos lindos assim?) Dizem que juntando os três livros temos as cores da bandeira dos Estados Unidos que é da AMÉRICA mesmo. Mas, acho que tenho problema, por que vejo uma capa laranja e não vermelha. (Desafio: O vestido é laranja ou vermelho?)

2. O Lado Bom da Vida – Matthew Quick

o-lbdv

“O romance não passa de um truque (…) Eu escreveria uma carta para ele agora mesmo e ameaçaria estrangulá-lo até a morte com minhas próprias mãos, só por ser tão deprimente. Não é à toa que ele se matou com um tiro na cabeça, como diz o ensaio introdutório.” – O Lado Bom Da Vida, Matthew Quick.  Palavras de Pat ao terminar um livro que tinha um final triste, descrevendo o sentimento de muitos de nós ao ler finais assim. (Calma, escritores… Não somos capazes de matar um mosquito.)

Quem não ama Jennifer Lawrence e Bradley Cooper trabalhando juntos??? Amo esses dois e amo ter os olhos deles me encarando, e amo ter o rosto deles na minha casa. Essa capa tem mais gente bonita do que meu bairro (sem ofensas aos meus vizinhos, mas são JLow e Cooper).

3. À Caminho do Altar – Julia Quinn

9788580415735

 “Só porque sabia que seu verdadeiro amor existia não significava que ele o queira imediatamente.”

A série Os Bridgertons já arrasa por si só, mas as capas são um espetáculo à parte com fogos de artifício e tudo. O último livro fugiu de forma suave do padrão dos anteriores o que deu um ar mais “refrescante” a algo antigo e ao mesmo tempo marcante. (Gosto de gente que olha olho no olho e capas que olham olho no olho… tipo desafiando quem pisca primeiro sabe?!).


Tem várias outras capas por aí que se destacam, e dessa vez escolhi pela beleza dos modelos (por que é sempre bom ver gente bonita, a vida precisa desses momentos). Da próxima, vamos focar mais em outros pontos de referência por que não sou  superficial assim sempre.

E você? Tem alguma capa na sua estante que você jurou amor eterno?

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que encarar quem tá na sua frente:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook

 

Capas Favoritas

#CapasFavoritas Os Primeiros Livros

Olá, LiteraLovers! Vamos começar mais uma coluninha fixa aqui no blog, que é basicamente mostrar nossas capas de livros preferidas e falar sobre esses livrinhos, que já lemos e temos (ou não), que representam muito mais além da capa! Prontos?

1.A Menina que Roubava Livros – Markus Zusak

img_5846

“Se ao menos pudesse voltar a ser tão distraída, a sentir tanto amor sem saber, tomando-o por engano pelo riso e pelo pão com um levíssimo cheiro de geleia espalhado por cima. Foi a melhor época de sua vida.” A Menina que roubava Livros, página 312

É o meu livro preferido da vida. Foi o meu primeiro livro (primeiro pra ser chamado de meu) e ganhei em um amigo secreto (melhor presente, quem duvida?). Então, essa foi a primeira historia a me marcar literalmente. Quase chego a considerar minha iniciação ao amor literário. Já havia lido outros claro (saga crepúsculo da minha prima, quem nunca?) e paradidáticos (boa aluna!), mas pra chamar de meu foi o primeiro. E ele me inspirou na primeira vez que li para que eu escrevesse. Sim, esse livro me inspira. Já reli algumas vezes e isso sempre acontece. É algo mágico. Acho que por tudo isso que se torna tão especial. Acho essa capa linda claro! A Morte andando na neve… Tudo a ver com a historia… E minimalista: preto, branco e vermelho. Eu adoro num grau que tenho até uma blusa com essa capa.

2.Um Dia – David Nicholls

img_5880

“Tomou uma decisão firme, o tipo de decisão que vinha tomando quase diariamente naqueles dias. Chega de dormir fora, chega de escrever poesia, chega de perder tempo. Era hora de dar um sentido à vida. Hora de começar de novo.” Um Dia, Página 79

Confesso que sou muito visual e quando gosto de uma imagem eu simplesmente preciso tê-la. Entre essa capa e eu foi amor a primeira vista. O motivo de compra-la consequentemente o mesmo. Eu AMEI esse casal da capa sem ao menos saber que já se tratava dos personagens do filme (depois que eu li na capa, que já tinha essa informação… Nada lenta). Não me importei com isso porque realmente rolou aquele clima por essa imagem, que foi reciproco e só nós entendemos. Esse eu realmente julguei pela capa, nome e sinopse. O que falar dessa história? Que é uma tragedia romântica, ou um romance trágico? Os dois títulos servem. Eu gostei bastante da forma como o autor resolveu escrever sobre o mesmo dia do ano, durante vários anos e ainda assim ambientar-nos com o que aconteceu entre cada intervalo de um ao para o outro. Isso me fisgou, porque uma vez antes de ler além do titulo, e julguei que o livro todo acontecia em 1 dia apenas, 24 horas. Esse é o tipico livro de amor e ódio, mas mais amor. O filme também é muito bom e fiel #FicaADica.

3.A Escolha – Nicholas Sparks

img_5826

“Ela riu e se encostou nele, apoiando a cabeça em seu ombro. Parando, ele a pegou em seus braços, maravilhado e espantado com a força do sentimento que tinha em relação a ela. Mas, quando ela ergueu o rosto para beijá-lo, ele sentiu que seus medos começavam a se esvair, substituídos por uma sensação crescente de completude. Ele imaginava se o amor causava aquela sensação em todas as pessoas.” A Escolha, Página 209

Mais um livro que eu ganhei (nossa, que saudade, velhos tempos, continuo aceitando quem quiser me mandar livros é só mandar para…). Sim ganhei de aniversário da minha melhor amiga e ela já tinha lido e indicou claro, além de que ela sabia que eu adoro o Nick (somos íntimos nessa altura da vida) foi um maravilhoso presente presente. Já gostei de cara da capa! Adoro capas com casais (deu pra perceber, será?) e se combina com a historia (o que costuma ser) ajuda a imaginar os personagens e o ambiente e tal. Essa imagem casou perfeitamente com a historia. E que história mais amor! Também tenho uma relação de amor e ódio com o Nick (ele foi o meu primeiro amor assim, confesso), porém não deixa nada a desejar no final. Isso que o fez de um dos meus livros do coração.


Bom, eu acredito que não seja apenas a história que faz o livro seu preferido, mas sim, tudo o que ele te representa e até como ele foi adquirido. Você cria laços com o mesmo. Posso tá falando coisa sem lógica mas pra mim é assim! Livros são especiais se dado por alguém especial, se a capa te fisgou ou se ele te trás inspiração.

Comenta aqui quais são os seus primeiros livros, que você mais gostou da capa e dele em si!

Por Téh


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que contar de 1 até 3:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook