Resenhas

#Resenha Muito Além das Aparências (Série Aparências) – Dill Ferreira

> Surpresinha para as pessoas legais no final do post! Dá uma olhada!

> A resenha do livro 1, Casamento por Aparências, está bem aqui!

Tem lições que nem a vida é capaz de ensinar pra mim. Uma delas é a de não ser metida a fazer resenha que não pediram. E, mais uma vez, aqui estou eu com o segundo livro da autora Dill Ferreira, Muito Além das Aparências. A autora podia muito bem dizer que não pediu minha opinião, fazer o quê. Mas, até agora ela não reclamou, então vamos lá!

O livro 2 traz de volta Amanda Bündchen e Tony-príncipe em uma vida plena vivendo no paraíso que Adão e Eva perderam: Uma vida cheia de amor, paz, beleza e dinheiro. Só faltava os filhos enchendo a terra para serem felizes para sempre. Só que¹: Tony não podia ter filhos. Só que²: Amanda fica grávida. Como assim, senhor??!! Foi por espírito santo? Talvez. Só que não.

Já que perfeição cansa – dizem -, foi a vez de Tony lidar com as próprias inseguranças ligadas às novidades que vão surgindo sobre seu passado e presente. Isso é algo diferente de muitos livros: Últimamente o personagem masculino tem sido bruto com todo mundo já que muita gente diz que isso é a “realidade”. Mas, Tony e Amanda são excelentes exemplos e destacam o que o outro tem de bom mesmo com falhas pessoais. Enquanto isso, Breno fumava capim e montava uns esquemas marotos para agitar a vida da ex e tê-la de volta.  E ele suou a camisa, viu?

“Vou tentar ser paciente e procurar me lembrar das coisas lindas e verdadeiras que ele sempre fez questão que existissem entre nós” – Pág. 79 – Isso mesmo, Amanda! Foco!

Achei que Amanda ía ficar só sentada esperando ser salva pelo príncipe encantado, mas ela deixou de ser boba ainda lá no primeiro livro, percebeu que o príncipe dela estava deprê e tomou medidas para se salvar.

A protagonista está bem mais corajosa e determinada, mais certa do que faz, embora sempre cautelosa. Achei linda a postura firme que ela manteve por todo o livro, tanto em compreender os sentimentos de Tony assim como ele compreendeu os dela até aquele momento, quanto em lidar com Breno. Além de cuidar do novo ser-humaninho que mal foi gerado e já causou todo esse fuzuê. Uma verdadeira fortaleza.

Amei o suspense em volta dos dois plots e a forma como tudo se uniu no final. Temos romances secundários, uma agente inusitada, e cenas de ação que me fizeram estalar os dedinhos de ansiedade. Se antes esse livro tinha chocolate com pimenta, agora Dill acrescentou cafeína e deu mais energia a uma história que ainda é contada de uma forma suave e fluída, cheia de frases lindas e com o verdadeiro amor sempre em foco.

Quem é o verdadeiro pai da criança? Como brincar de casinha com a ex? O que significa o amor verdadeiro? Como ter um príncipe imperfeito? Como montar uma creche? Tudo isso nas páginas de Muito Além das Aparências! E, se preparem que agora tô mais ansiosa para ler o livro 3: Vi a sinopse e tô pipocando de perguntas. A capa traz um casal representando Amanda e Tony – na minha cabeça o Tony tá mais para Zachary Levi, mas ok – além de páginas decoradas lindamente. Olhei para o livro e já rolou um clima entre nós.

Preciso dizer que ganhei o livro físico de presente – Obrigada Dill, sua linda! Bjs – depois da resenha que fiz do livro 1 da série, Casamento Por Aparências, que foi achado no palheiro do Facebook na época. Claro que surtei. Como não, né queridos? Como não?

E mais uma vez: Desculpe minha natureza metida, Dill! Não sei mais o que fazer comigo.

> Clique, pague o valor, e um livro aparecerá na sua casa em alguns dias. É mágica!:

Livro: Muito Além das Aparências – Dill Ferreira

>Página da série pra curtir!: Facebook

VAI TER SORTEIO SIM! E se achar ruim fazemos outro! Vamos sortear um par de marcadores (1 do livro Casamento por Aparências + 1 do livro Muito Além das Aparências). O sorteio será realizado no Facebook. A regra é só você marcar um amigo nos comentários e já estará concorrendo! Inscrições encerram dia 15/9/2017 e resultado será divulgado no próprio post em até 2 dias após o encerramento. Corre lá que já tá valendo!: SORTEIO

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais fácil que aprender lição de vida:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook

 

 

Resenhas

#Resenha E Se Ela Soubesse (Série Não Conte a Ela) – Renata Christiny

Hello, people!
Antes de tudo eu gostaria de deixar bem claro que estou agora mesmo ouvindo uma música para relaxar baseada em sons de chuva. Caso você queira saber o motivo eu vou direto ao ponto: terminei de ler o livro da Renata Christiny, “E Se Ela Sobesse”. Se você ainda não conhece, clica aqui para ler o #JPC onde falei um pouco sobre o que esperava do livro antes de ler. (Gente, a música acabou. Peraí, que vou colocar outra com sons de cachoeira…)

Então, o livro é o volume 1 da série #NãoConteAEla, e sempre está entre os primeiros no ranking de mais lidos em três categorias: terror, horror e sagas familiares. Já tá com água na boca? É pra estar mesmo.

O livro é narrado em primeira pessoa por James, um carinha pra lá de alucinado que está internado em um manicômio acusado de cometer crimes horríveis e ter problemas psicológicos – Claro, Lua! Ou não seria um manicômio. Lá ele conhece Anna, uma agente do FBI que foi mandada para investigar o caso dele e que também guarda segredos. Só que James psicopata se apaixonou por Anna sargento. E, agora? Fujam para as colinas! E foi isso que ele fez… só que fugiu para a casa da mãe, porque né… nada mais seguro que colo de mãe.

Nessa jornada, James acaba se deparando com notícias, pessoas e sentimentos inesperados. Como se não bastasse, enfrenta perigos mortais guardando um segredo. E o pior de tudo: Ninguém contou a ela, mas ela descobriu. Isso prova que guardar spoiller nem sempre vale a pena. Agora, qual o segredo, como ela descobriu e qual foi a reação dela vocês terão que ler para saber.

Tive muitos sustos durante a leitura dessa belezinha. Um exemplo foi ler sobre alucinações de gente morta buscando vingança e às 3 da madrugada ouvir barulhos no meu quarto. Eu literalmente liguei as luzes e peguei um travesseiro como arma (Erh…) até entender que eram só meus livros caindo da estante sem explicação – algo que me fez relaxar por uns 2 segundos. Além disso, as cenas de ação são realmente de tirar o fôlego, você vive a cena. Nossa amiguinha Renata, sendo uma doce pessoa que ama matar personagens, expõe a visão de um psicopata de uma forma que me lembrou “Dexter”: com riqueza de detalhes sobre as ações e motivações do “vilão” logo na primeira página. Algo difícil de se viver.

James é descrito como alguém perigoso e com traumas, mas me fez rir, sentir medo, chorar, perder o fôlego… James é um amor de perigo movido a emoção e essa mistura pode causar dependencia. Eu me apeguei a ele fácil, fácil. Bem mais do que a Anna. Confesso que no começo não entendi bem o motivo dele ter se apaixonado por ela. Além de bonita e durona eu sabia pouco sobre ela e não percebia os motivos para ele se doar tanto por ela, além dela ser bem complicada. Porém, isso mudou mais do meio para o final onde realmente senti as forças e fraquezas da personagem e assim senti a ligação com ela também. Algo que me fez dar pulos de alegria foi saber que TEM BOOK TRAILER lindo! Morta com essa informação! Então, pausa para assistir e chorar de emoção por ter rostos maravilhosos para representar:

O final foi um ponto alto pra mim: Sabe aquela necessidade que a maioria das pessoas sente de respirar? Foi a mesma que senti de ler o próximo capítulo. Só que não tinha mais! Fiquei lá encarando as páginas vazias, na ilusão de que meu app tinha dado problema e as letras ainda poderiam surgir. Fechei e abri de novo e nada. Macomassim, gente? Calma, foi o fim da batalha, mas não da guerra. Tem o volume 2! Wohoo! E em breve estarei de volta com a resenha dele, me aguardem. Quero ver como James vai agir após seu segredo ser exposto, quem é exatamente o cara da alucinação e quais crimes realmente foram cometidos. Ansiosa sim ou claro?!

Para comprar o ebook, cliquem nessa imagem amigável:

Para comprar o livro físico cheiroso clica aqui: http://rchristiny.wixsite.com/naoconteaela

Para conhecer melhor a autora e o livro é bem aqui (garanto que ela é legal com pessoas reais, pode clicar sem medo): https://www.facebook.com/renata.cristina.7739

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que não dói nada :
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook

 

Resenhas

#Resenha Notas de Violet (The Violet Hour) – Nicole Chaves

Hello, it’s me…

Sim, estou totalmente num clima de música internacional. E vou explicar o motivo agora mesmo: Trouxe uma resenha para vocês sobre o livro Notas de Violet – The Violet Hour, da Nicole Chaves.

Apesar de a autora ser brasileira o livro tem o cenário nos EUA. A história começa com um relato em terceira pessoa sobre o passado de um menino chamado John, pianista dos melhores e que estava sofrendo com a perda da mãe e ausência do pai. Então, Violet, neta da governanta, entra em cena trazendo cores e música novamente pra vida do novo amiguinho.

Após isso, a história dá um pulo no tempo e lugar Bem Doctor Who e começa a contar, em primeira pessoa, a história de Anne. Anne é uma mulher de 20 e poucos anos lutando pelo sonho de ser escritora. Tudo começa com a personagem bem na bad mesmo, andando pelas ruas e pensando em como tudo tá dando errado na vida dela. Bichinha. Vivendo na pacata cidade de Fortaleza, eu só conseguia pensar em uma coisa: “Essa criatura vai já ser assaltada, andando sozinha por aí distraída.” Pois, agora tenho outra coisa pra acrescentar: “Dito e feito!” Tenho que me lembrar que a autora também mora aqui em Fortaleza e deve ter pensado o mesmo que eu.

E agora? Quem poderá nos defender? Eis o nosso salvador: um mendigo que quase morre para ajudar Anne. (A gente se apropria do salvador dos outros mesmo.) O problema é que esse herói metade vivo e metade morto não sabia qual era o próprio nome durante os últimos 10 anos.

A partir daí, a história se desenrola com uma série de troca de favores, onde Anne usa todos os recursos disponíveis e sacrifica a alma para ajudá-lo a responder algumas questões existenciais do tipo “Quem sou?”, “De onde vim?” e “Para onde irei?”. Afinal, ele quase deu a vida por ela. Ela não devia agora ajudar o coitadinho a ter uma vida que ficou perdida na memória? Sim, devia, não vamos ser insensíveis, e se você ler o livro vai começar a querer ajudar mais mendigos por aí também.

Preciso dizer que esse livro me causou uma ressaca literária. Comecei com expectativas normais, porém foi mais do que eu esperava. A história é muito dinâmica, e apesar de revelar o mistério aos poucos, em nenhum momento me senti entediada. Achei os protagonistas bem decididos quanto ao que fazer após cada etapa e isso manteve o ritmo e o suspense, sem enrolação desnecessária. Eu não conseguia parar de pensar em John, até quando eu não estava lendo o livro. Agora, já finalizado, não consigo me despedir dele. (Anne, te entendo amiga…)

Anne é muito corajosa e prestativa, além de curiosa. (Porque curiosidade é tudo, né?) John é misterioso, educado, simples e tem a memória pior que a minha Aleluia! Algo que achei interessante é que não é um romance proibido para diabéticos. O foco aqui é o suspense. O romance ficou tão em segundo plano que por um tempo achei mesmo que não ia dar em nada. O problema é que você se apaixona pelo personagem muito rápido e fica louca pra que algo aconteça ao mesmo tempo em que quer mais respostas para o mistério. Fiquei muito presa a isso, e agora nem o lindo do John pode me libertar.

O livro também é todo baseado em músicas palmas, palmas da banda The Civil Wars e é fácil suar os olhos quando você vê como a autora usou isso pra guiar a história.

A Nicole, autora do livro, é uma amiga nossa, parte do grupo Damas Literárias que uniu forças graças a eventos literários aqui na cidade, e ela é a dama escritora. Sorte nossa, né?! Ela desenvolveu um método legal em que conta histórias em 29 capítulos. Achei bem curioso e se você quiser saber mais sobre o 29Chapters é só clicar no site dela no final deste post.

Não deixem de conhecer Anne e John e todo o passado e música que ronda essa história. O livro está em formato eletrônico, e talvez uma versão física esteja à caminho! Indico muito, mas dou um alerta: Melhor se preparar para a ressaca literária, porque John não vai querer dizer “Tchau” quando a história terminar.

Site da autora: http://chavesnicole.com/

Link para compra na Amazon: Notas de Violet: The Violet Hour

Por Lua


Não vale dar uma de John e esquecer de seguir nossas redes sociais! Prometo que é rapidinho:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Resenhas

#Resenha Uma Noite Como Esta (Série O Quarteto das Smythe-Smith) – Julia Quinn

Temos o prazer de receber, mais uma vez, nossa convidada de honra aqui no blog: Julia Quinn! Eu sei, ela está quase morando aqui nas páginas de cada post. Mas, a pessoa faz séries infinitas, né… não tenho culpa! E nem acho ruim… haha

Vamos falar do segundo livro do quarteto mais famoso do mundo, o livro Uma Noite Como Esta. E te prometo que vai ser sobre uma noite quente como a de hoje mesmo. Só que em outro sentido.

Esse livro conta a história do Daniel Smythe-Smith, conde de Winsted, irmão de Honória, melhor amigo de Marcus Holroyd e fugitivo do século. Lembram que ele tinha saído nos tapas com um amigo filho de um marquês alguns anos atrás? Nossos amigos Marcus e Honória nos contaram essa história no livro 1. Mas, aqui podemos entender de forma detalhada como tudo aconteceu e, a partir daí, ele foge para as colinas por 3 anos de sua beautiful life, até que o carinha que levou o tiro o perdoa e ele acaba voltando para Londres na noite do último recital de Honória. E já chegou metendo o tabefe de novo, percebam!

Foi exatamente esta a noite quente que inspirou o título do livro. A noite em que ele conhece a Senhorita Anne Wynter, governanta das primas dele, pianista Smythe-Smith fake por uma noite e… fugitiva do milênio. Ele se apaixona enquanto ela toca piano horrivelmente, o que é um grande feito na minha opinião. Ainda na mesma noite eles se encontram e borboletas voam no estomago, o ar some durante o encontro tenso e Anne se apaixona antes que possa colocar o pé em casa novamente. Pronto, rápido assim. Porém, a história só estava começando.

Daniel observou a moça deixar o ar escapar, alongar os dedos e… Ela levantou os olhos. O tempo parou. Simplesmente parou. Era o modo mais piegas e clichê de descrever, mas aqueles poucos segundos em que o rosto dela se ergueu na direção dele… pareceram se esticar e se estender, dissolvendo-se na eternidade.

Anne acaba descobrindo que ele é o famosíssimo conde de Winsted e ela só uma governanta que, dado seu passado, não pode se dar ao luxo de perder o emprego por se envolver com um conde (Nem nós, querida Anne. Hoje tá difícil até emprego, o que dirá condes). Então, a história vai se desenrolando com as tentativas de Daniel de conhecer Anne melhor, criando todo tipo de situação para encontrá-la sem que outros percebam que foi proposital. Bem obcecado mesmo.

Essa primeira metade do livro foi bem parada, em minha opinião. Os diálogos não me prenderam e só vi o quando Daniel tem primas loucas. Anne era quase intocável de tanto que resistiu à Daniel (como ela foi capaz eu não entendo). Era como se ela tivesse construído a muralha da China entre eles e nada parecia evoluir nesse romance.

MAS, MAS, MAS, a segunda metade do livro foi a que valeu a pena. Ou a galinha. O galinheiro todo e um galo a mais de brinde. Foi quando o passado e segredo de Anne foram revelados e seu perseguidor começa a marcar presença. O que faltou de ação antes foi compensado aqui. Amei a reviravolta que aconteceu, com direito a um casal fugitivo, um ex-vilão reformado, um atual vilão vaidoso, Marcus – ai meu coração – Holroyd, e mais uma bocado de gente em um plot bem Sherlock Holmes.

Daniel é um personagem protetor, amigo, inteligente, sociável e respeitoso. Diferente de Marcus, ele é mais emocional do que racional e amei ver os dois velhos amigos juntos em várias cenas.

Anne é misteriosa, determinada, respeitável, experiente e muito realista. A vida sofrida criou essa personalidade. Ainda assim, ela é cheia de amor pra dar.

Essa foi uma diferença digna de ser notada: aqui o romântico apaixonado, escrevendo iniciais no papel e revirando o mundo atrás do amor é o Daniel. Anne parece estar acima dos próprios sentimentos e coloca todos no seu devido lugar. Ela não é mais uma adolescente boba suspirando por um carinha bonito e rico, mas sim uma mulher decidida a se manter com o próprio emprego e honra. Nem que seja fugindo e se escondendo em cada buraco do mundo. Além de fugitiva e independente ela ainda se mantem linda de morrer. Imagino os filhos desse casal de aparência injustamente perfeita. Parece que Londres manteve todo o estoque de gente bonita da época.

A capa do livro foi a que menos gostei dos 4. Eu ficava confusa sobre se a moça do vestido verde estava de frente ou de costas (juro que se tirassem os braços eu não seria capaz de identificar), mas isso me foi esclarecido depois.

Indico a leitura do livro e insisto que não desistam no começo. Nem tudo é perfeito, ok?! Eu estava pronta para uma resenha negativa até o meio do livro. Daniel e Anne demoraram, mas no fim conquistaram meu coração ao enfrentar tantos desafios, segredos e perseguidores. Espero que esses dois conquistem vocês também, e que vocês se sintam como ex-fugitivos presos por essa narrativa de mistério, romance e ação.

 

Para comprar o livro verde é só clicar na foto:

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais fácil que subir colina, prometo:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
LiteraMix

#MêsGeekAmazon OLHA A PROMOÇÃO! QUEM QUER CUPOM?

aleph

O mês de Maio vai ser o paraíso dos leitores e seria o terror das nossas carteiras se não fossem as trocentas promoções no site da Amazon. Olha só o que você pode aproveitar:

EDITORA ALEPH 60% OFF
Pra quem é apaixonado pelo Universo Geek, a Amazon tá com promoção de até 60% de desconto nos livros da Editora Aleph até 7/5/2017! E, como se não bastasse, você pode usar o cupom ALEPH10 e ganhar ainda mais R$ 10,00 de desconto nas compras acima de R$ 100,00!
Que tal completar aquela coleção de Star Wars que você pensou que levaria 84 anos para conseguir? É só clicar aqui >> Aleph 60% OFF << ,adicionar ao carrinho e inserir o código do cupom!

EDITORA COSAC NAIFY
Outra para os ligeirinhos de plantão! Você escolhe um livro nessa página >> Cosac Naify 20% OFF << e depois de adicionar ao carrinho é só usar o cupom COSAC20 válido até o dia 7/5/2017!!!!!

LIVROS GAME OF THRONES
E para ter 10% de desconto nessa série vencedora do Emmy de melhor série de drama é só clicar nesse link >> Livros Game Of Thrones 10% OFF << e usar o cupom GOT10 até dia 12/5/2017!!!

Não demorem, os cupons tem validade – alegria de pobre dura pouco, né? Mas, vamos concordar: mesmo sendo rico você não precisa perder esses clássicos!

Resenhas

#Resenha A Duquesa Rebelde – Christine Merrill

“Vici si iscrive resenhi aguiri”, muitos podem dizer. “Sim” vou responder. Eu poderia ter feito um Julgando pela Capa dos últimos livros que li? Poderia. Mas, eu esqueci. Eu avisei que tinha memória ruim, não digam que não avisei.

Mas, vamos falar de gente rica, bonita e que nasceu na época certa: Lady Miranda e Marcus Radwell! ~Vici si fala de Marcus~ Sim! Não tenho culpa se o protagonista outra vez se chama Marcus. Sinto que todos os Marcus de Londres resolveram habitar o país dos maridos literários.

O nome do livro é “A Duquesa Rebelde”, da autora Christine Merrill. Vou logo avisando que o livro tá de graça em todo lugar, desde a Amazon até na Saraiva. ~Em ebook, babies. Ebook!~

Aqui temos um romance de época às avessas do que estamos acostumados a ler. O mocinho concorda em conhecer a mocinha por causa de uma promessa feita à finada duquesa ~percebam que todo Marcus se mete a fazer promessa complicada~, a mocinha acaba comprometendo a própria reputação sem perceber e os dois acabam casados dentro de 24 horas. Tudo assim, pá-bufo!

Miranda pensa até que se deu bem casando com um duque tão rápido – Mas, na manhã seguinte a noite de núpcias, Marcus deixa a nova esposa imaculada em casa e sai desbravando o mundo sem dar grandes explicações além de liberar Miranda para cuidar de tudo. Como se tivesse casado com uma governanta em vez de só contratar uma. Homens. Pff. Achando que seu casamento não vai durar, Miranda resolve pelo menos dar a tal faxina na propriedade e mostrar aos empregados quem é que manda – pelo menos até seu suposto marido chegar e talvez anular o casamento.

É interessante ver que os dois passam a se conhecer bem enquanto ainda estão distantes um do outro, mesmo que já casados. E nem to falando de papinho via Whatsapp, viu?! Tudo à moda antiga!

Os dois possuem segredos que começam a ser revelados aos poucos, uma carga pesada que de início nenhum dos dois quer compartilhar. Quando se reúnem, os temperamentos ainda não se batem. Porém, no decorrer da história as cartas vão sendo jogadas na mesa. Os segredos são revelados, as qualidades se sobrepõem, os defeitos passam a fazer sentido, os pequenos gestos começam a ter significado, as dores vão sendo superadas… e só digo que é lindo ver como em meio ao caos esses dois vão conseguindo fazer as engrenagens se ajustarem. Algo mais além do respeito – ou a falta dele – vai surgindo entre eles e é como colocar óleo em um armador de rede enferrujado. Tudo flui, não facilmente, mas belamente.

Miranda é determinada, trabalhadora, fiel ao novo marido – mesmo sem ainda sentir amor – tem um passado misterioso e sabe fazer tudo menos ser uma duquesa. Ela é tipo “sorriam e acenem”, fingindo que sabe o que está fazendo e isso me rendeu boas risadas. Identifiquei eu mesma ali.

Marcus é um homem honrado, mais velho e com um passado mais trágico do que misterioso, além de um coração quebrado por mentiras e perdas. Ele é imprevisível de um jeito bom, e eu curti ver sua surpresa a cada descoberta que fazia sobre Miranda.

A cobra que falou com Eva resolveu dar as caras no vilão desse livro: sorrateiro, sutil, mentiroso e perigoso. Nem vou dizer quem é a pessoa, me recuso. Só digo a ele uma coisa: Busque ajuda. /Vejam que já estou falando com o personagem de novo, igual fiz na hora que li o livro. Quem nunca?

A história toda é contada em terceira pessoa, do ponto de vista do casal protagonista. Isso foi ótimo, ficou mais dinâmico. O ponto negativo fica só em uma cena MUITO importante mais para o final do livro, onde tudo acontece tão rápido que deu ERROR 404 aqui na minha cabeça. Não deu para entender quem estava falando o quê! Li, reli e não entendi. Quando terminei o livro voltei lá e aí sim tudo ficou claro. Então, caso você não entenda essa cena pode recorrer a mim. Estou prestando consultoria sobre “como descobrir quem está falando naquela cena”.

Tirando isso, me apaixonei perdidamente pelo livro! A capa me lembrou o cenário do filme Sissi. Senti como se estivesse lendo uma obra da finada Austen, com um toque da rainha Quinn e uma colher de chá a mais de dor e outra de ação. A história tem um suspense gostosinho sobre quem é a melhor pessoa para Miranda, se o casamento vai durar ou não, quem fica vivo ou não… e no final todas as pontas são arrematadas. Todos tem um final aceitável, dá aquela satisfação de ler algo bem concluído.

A questão é: Como um casamento arranjado, uma duquesa com jeito de pobre, um duque caladão, uma casa desmoronando e um mordomo bebum conseguem resistir aos segredos que carregam e aos ataques que sofrem tanto entre si quanto externos? Vão lá ler para saber, porque eu já descobri e me encantei! E também porque não vou contar, não sou resenhista de spoillers. Aceitem.

.

P.S.: Se não viu a resenha do outro Marcus que também era duque e também fez uma promessa marota, então clica aqui.

P.S².: Vocês acham que eu montei meu dream cast sim ou claro? Quem respondeu “claro” acertou! Miranda foi representada por Jennifer Lawrence – nada a ver, talvez, mas eu precisava de alguém com cara determinada e ao mesmo tempo inocente dos fatos no começo. Marcus foi representado por Peter Hermann maravilhoso. O irmão do Marcus, pode ser o Liam Hemsworth. Não tinha pensado nele, pensei agora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que casar com um duque:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Resenhas

#Resenha Casamento por Aparências – Série Aparências (Dill Ferreira)

Olá, people!

Vim de metida trazer uma resenha que a autora não pediu, mas eu li o livro e quis falar a respeito! Sorry, Dill Ferreira. Às vezes nós não conhecemos nossos limites, mas juro que temos boa intenção.

Alguém aí já leu o livro “Casamento por Aparências”? É um romance de uma amiga de Facebook, a Dill, e graças a uma promoção ~aproveitamos todas~ pudemos conhecer essa obra.

O livro conta a história de Amanda. Ela achava que tinha um casamento legalzinho, de boa, até que descobriu o marido fazendo algo horrível. E o pior é a reação daquele desgraçado. Ele se achava o Rei Salomão e suas 300 concubinas com todo o “direito” de ser infiel.

Só que Amanda não era boba, ou não quis ser mais e resolveu libertar o “coitadinho”. Seguiu a própria vida com o filho pequeno, se sustentou e venceu na vida. ~Isso aí, Amandinha!~ Claro que ela não fez tudo sozinha pois existia família e uns dois amigos para ajudar. Um deles era Antônio. Tony, para os mais íntimos como eu, era o tipo bonito, rico, inteligente, carinhoso, protetor e… amigo da Amanda. “Amigo”. Pelo menos na cabeça dela. É muito fofa a forma como ele enxerga tanto Amanda quanto o filho dela.

O problema é que o ex-marido Salomão da Amanda resolveu causar muitos problemas pra nossa querida protagonista. Porém, GRAÇAS AOS CÉUS EXISTE TONY NESTE MUNDO! Ah, não pera… no mundo da Amanda só 😦 . Vamos nos conformar. Ele, como bom amigo que é, começa uns esquemas super anormais pra ajudar Amanda. Qual o esquema? Como ela reage? O que o ex dela pensou disso? Quais as intenções de Tony? Tudo isso e muito mais nas páginas do livro, porque eu não vou dar spoiller.

A protagonista era tão boazinha que me fez sentir a pessoa mais agressiva do mundo. Baixou minha autoestima. Mas, aprendi muitas lições, obrigada. As cenas de romance eram bem feitas e audaciosas, pra quem curte uma cena hot em um contexto bem doce vai ser ótimo. Tipo chocolate com pimenta, né?

O livro está disponível em formato e-book na Amazon e é o primeiro de uma série de 4 livros chamada Aparências. O último ainda vai ser lançado. Seria uma quadrilogia, certo? Certo.

Pelo que já dei uma olhada o segundo livro tem bastante ação e finalmente vemos um lado não tão agradável de Tony, além de uma protagonista mais ativa na briga.

Gostei de conhecer a obra e pretendo ler o restante da série. A Dill também é um amorzinho e te ajuda a entender qual a ordem dos livros… principalmente se, assim como eu, você é craque em ler uma série na ordem errada.

Se você quiser comprar o ebook “Casamento por Aparências”, da Dill Ferreira é só clicar nessa foto aqui:

Tá baratinho, e lembrando que usando esse link você estará ajudando a gente a financiar o blog e assim trazer mais conteúdo. O valor para você vai ser o mesmo.

Au Revoir! *Já to no francês, percebam*

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais fácil que alugar um noivo só pra ter festa de casamento :
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook