Tags Literarias

#TAG Dias da Semana em Livros

Hello, everyone! Hoje não é segunda, mas é terça e vamos com uma tag sobre os dias da semana para começar a semana numa terça feira. Se não entendeu nada, só continue lendo. As coisas vão clarear. i promisse.

(Então, basicamente é apenas dizer um livro para cada dia da semana e fizemos aquele esquema de duas respostas porque somos duas aqui né? Vamos ao que importa!)

Domingo – Um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse.

Lua: Já começa difícil assim?? Vou mencionar Notas de Violet, da nossa parceira Nicole Chaves. Sou suspeita? Sim. Mas, lembro que entrei numa ressaca literária por não querer me despedir do John. E muitos outros… A Seleção, Belo Sacrifício, a série Os Bridgertons… oh, boy. Difícil, muito difícil.

Téh: 365 dias do Ano, da Demi Lovato. Porque as mensagens que ele trás são maravilhosas, e eu adorei muito ler a cada dia.

Segunda – Um livro que você tem preguiça de começar.

Lua: Serena. Assisti o filme baseado nesse livro e detestei mais que tudo. Porém, eram Jennifer Lawrence e Bradley Cooper na capa – e como vocês sabem, não sei viver num mundo em que esses dois estão em uma capa e a capa não está na minha estante. Os R$ 6,90+frete grátis na Saraiva foram à cerejinha do bolo.

Téh: Outlander, mas é pelo tamanho mesmo. Quanto maior mais preguiça… Porém vai que é algo que lhe prenda né?! Pode dar adeus a preguiça.

Terça – Um livro que você empurrou com a barriga ou leu por obrigação.

Lua: Quem é Você, Alasca? Sei que muitos admiram essa história, mas eu vivo melhor num mundo em que Alasca não existe. Li por obrigação imposta por eu mesma, afinal se comecei tenho que terminar. Dessa forma, viro minha própria escrava leitora.

Téh: Fallen, Lauren Kate. Eu até gostei do primeiro livro e tal, comecei a ler porque um “crush” da vida lia também e tinha, então aproveitei. Mas comecei a não gostar da serie e nem terminei. E alguns aqui do Blog, porque pediram resenha e alguns foram realmente bons e eu não iria atrás para ler se não fosse por causa daqui entendem?

Quarta – Um livro que você deixou pela metade ou está lendo no momento.

Lua: Esqueçam o que falei na pergunta anterior, porque até hoje meu Um Dia está pela metade. Também não li a ultima página de O Melhor de Mim, do divo Sparks e também não li o último capítulo de Convergente. O motivo? Os carinhas lindos e legais sofrem de alguma forma e não sei lidar com essa injustiça.

Téh: Que estou lendo no momento é P.S.: Ainda amo você, da Jenny Han. É bem de buenas a leitura de um romance teen.

Quinta – Um livro que você não recomenda.

Lua: Olha… A série It Girl nunca foi pronunciada em voz alta por mim. Li na época que assistia Gossip Girl. Demorava tanto pra dar continuidade que quando voltava a ler não tinha perdido apenas a página, mas também não lembrava nem em qual livro estava. Logo, não consigo imaginar alguém que vá gostar. Série de quinta mesmo…

Téh: Cinquenta tons de cinza. Até hoje não acredito que deixei me levar pelas “indicações” desse livro e comprei o mesmo na Bienal que teve na época. Pensando bem, foi no mesmo dia que comprei Morro dos ventos uivantes e talvez essa tenha sido minha pior compra ever porque detesto esse livro.

Sexta – Um livro que você quer que chegue logo (lançamento ou compra).

Lua: No Seu Olhar, do Nicholas Faíscas Sparks. Sinto uma saudade do tamanho de 59 galáxias de ler os livros dele.

Téh: Eu poderia muito bem copiar o que minha amiga disse acima, mas pensando nisso e além do Nick, também quero muito completar a minha Trilogia Número do Amor. Só falta o último: Onze leis a cumprir antes de seduzir, da amada Sarah MacLean.

Sábado – Um livro que você quis começar novamente assim que ele terminou.

Lua: A Escolha, da Tia Kiera Cass. Foi tão lindo que quis recomeçar a série inteira. Até hoje estou querendo, na verdade.

Téh: Para Sir Phillip Com Amor, Julia Rainha Quinn. Eu não comecei muito empolgada, mas poderia ler de novo só para rir e adorar aquela história que amei.


Já seguiu as nossas redes sociais? Não demora nadinha e você não perde nossos posts!
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Resenhas

#Resenha Por Lugares Incríveis – Jennifer Niven

Hello! Coloquei uma música da Adele aqui pra ver se consigo fazer algo mais profundo e dramático (spoiler do que se trata o livro). Brincadeira, mas vamos lá falar de livros que é disso que se trata tudo aqui.

A resenha de hoje vai ser sobre o livro Por Lugares Incríveis, da Jennifer Niven e publicado pela editora Seguinte que é o selo jovem da Companhia das Letras. Olha tenho que falar sobre o livro, mas antes vou falar da autora que EU CONHECI! Sim, fui à sessão de autógrafos dela ano passado (a primeira da minha vida) e foi incrível! Ela é superdoce, amável e simpática. Aquele tipo de pessoa que você quer guardar num potinho. E isso porque eu nem conhecia ela e o livro, então foi uma primeira impressão maravilhosa! Ok, rasgação de ceda feita vamos ao assunto do livro.

Nunca pensei que o JPC pudesse ser tão certeiro quando esse, mas foi. Se você quer comparar o que estou falando leia aqui. Fui quase uma profetisa dessa vez. As primeiras páginas retratam exatamente o que tem na capa e o que eu imaginei.

Tenho dias bons e dias ruins. Quase me sinto culpada por dizer que não são todos ruins. Alguma coisa me pega desprevenida – um programa de TV, uma piada do meu pai, um comentário na aula – e rio como se nada tivesse acontecido. Volto ao normal, o que quer que “normal” signifique. – Violet

Fich e Violet (os protagonistas, prazer) estão no parapeito da torre do sino do colégio. A seis andares do chão. Que peculiar você deve perguntar. Eles não estavam admirando a vista da cidade? Talvez. O que não esperavam era encontrar o outro ali. Violet estava tremendo literalmente, já Finch não.

Violet é superpopular, bonita e alguém que nunca se imagina ver na torre do colégio. Ela perdeu a irmã mais velha em um acidente de carro onde ela sobrevive e se sente culpada por isso. Violet criou trauma de andar de carro novamente e estava deprimida. Finch é chamado de “aberração” por todos, isso porque a cada semana ele se veste com uma nova personalidade. Ele não se importa muito e faz o que der na telha. Ele passa por longos períodos de “apagão”, possui problemas com o pai, além de sua família ser desinteressada. Violet conta os dias para que acabe o colégio. Finch pesquisa diferentes formas de suicídio. É bem assustador, mas na leitura conseguimos entrar na mente das personagens e ver o que estão passando internamente.

É fácil fingir que somos as únicas pessoas no mundo. – Violet

Depois daquele primeiro encontro por acaso na torre do relógio do colégio, Finch e Violet começam a fazer trabalho de geografia juntos. Por pressão dele claro. O rapaz tem uma teimosia e tanto, chega a ser admirável. O trabalho de baseia em visitar lugares diferentes e ver o que há de bom por ali antes de se formarem. Então eles embarcam nessa aventura. Ao longo da convivência eles vão criando afeto, se divertindo juntos e logo se relacionam, romanticamente falando. Sim, eles são muito fofos juntos! Bom, mas você que está atento deve estar perguntando: Ela perdeu o medo de andar de carro para se aventurar? Eles assumiram o namoro para o colégio? Eles concluíram as andanças?

Bom, se eu responder vai ter spoilers e já disse que por aqui não trabalhamos com isso. Caso você seja novo aqui nas áreas fique ciente disso.

E se a vida pudesse ser assim? Só as partes felizes, nada das horríveis, nem mesmo as minimamente desagradáveis. E se a gente pudesse simplesmente cortar o ruim e ficar só com o bom? – Finch

Gostei bastante do livro, ele ficou todo marcado dos maravilhosos quotes que destaquei. O assunto é realista e chocante em certos momentos, mas é bom tratar do assunto e ver que a bipolaridade, depressão e as tentativas de suicídio andam assombrando os jovens. O Finch sem dúvida é o melhor que há no livro todo, sua personalidade apesar de um pouquito perturbada faz a gente criar um carinho imenso por ele e só querer que ele fique bem.

O livro trás informações sobre os assuntos abordados, como site, telefones, ongs e etc. Achei bem completo por parte da autora se preocupar com o assunto na realidade de cada leitor que se identifique com ela.

Por Téh


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que embarcar nessa aventura por lugares incríveis:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Resenhas

#Resenha Temporada de Acidentes – Moïra Fowley-Doyle

Olá, pessoas! Essa resenha vai ser a mais diferentona que vou escrever, pois vou tentar ser meio termo sobre essa história, que até hoje não sei se gostei completamente. Mas antes se você quer saber o que eu esperava dessa história leia o Julgando pela Capa (lá vocês vão ver minha empolgação por esse livro). Por isso que dizem que quer ver capa não ver coração (tá eu posso ter acabado de inventar isso).

Temporada de acidentes da escritora Moïra Fowley-Doyle (não sei pronunciar e você?) pela editora Intrínseca, conta a história de Cara e como ela descobre certos segredos sobre a dita cuja época desastrosa de sua vida. E o que é isso caro leitor, você me pergunta. E eu digo. Durante o mês de outubro de todos os anos a família de Cara fica mais “propicia” digamos assim a sofrer acidentes, seja dos mais bobos até quebrar ossos. A mãe de Cara e de Alice, sua irmã mais velha, sempre tentar tomar algumas medidas preventivas para que o mínimo de desastres acontecesse. Eles andam com casacos extras, a casa fica toda forrada nas quinas e eles iam a pé para o colégio.

Acidentes acontecem. Ossos de quebram, a pele sofre cortes, o coração se parte. Sofremos queimaduras, nos afogamos, continuamos vivos.

Beleza, agora você pensa “massa vai acontecer acidentes loucos” e tal… não acontece. Acho que foi isso que decepcionou um pouco na história. Eu esperava mais ação, adrenalina e sangue. Nossa pareci muito trágica e exagerada agora, mas foca no nome do livro? É pra se pensar assim concordam?

O que vem em seguida é uma perseguição que a Cara encasquetou e confesso que depois isso teve tudo a ver com o mistério sobre a temporada de acidentes e também tudo a ver com o medinho que me fez passar. Explicando: ela viu que Elsie, uma garota que brincava com ela quando pequena e que estuda no mesmo colégio, em várias fotos no seu celular. Estranho ela nunca ter percebido antes ne? Por isso no dia seguinte ela vai atrás de Elsie no colégio. Mas cadê a guria? Evaporou! Sumiu chá de invisibilidade, só pode.

Elsie é discreta na sala de aula, ninguém percebe sua presença. É como se levasse a vida sempre no canto da moldura. A gente a esquece assim que vira a página.

Ai começa a investigação de Cara na busca por Elsie para saber por que ela estava naquelas fotos se Cara nem se lembrava de vê-la naqueles momentos. Nisso ela envolve sua Melhor Amiga Bea, seu “irmão-postiço-que-ela-tem-uma-queda” Sam e sua irmã Alice que tem um namorado estranho, em várias situações na intenção de saber o que aconteceu com Elsie.

Serio, esse foi o primeiro livro a me dar um medinhozinho, até porque eu não esperava isso dele, sabia que era ficção, mas como eu disse eu esperava por acidentes. Mas já alerto que tem um suspense tenso. Talvez isso seja lógico. Bom, e o que acontece de acidentes são bobos, bom até o ápice que lógico que não vou contar.

E o que o desaparecimento de uma menina tem de ligação com a definição da temporada de acidentes? Bem, é realmente um desenrolar surpreendente. Fiquei toda arrepiada enquanto lia! Foi por isso que fiquei encima do muro, 50% achando bom e 50% não muito. E claro que os segredos que rondam a vida de todos dessa história acaba sendo algo que lhe prende para que você (eu curiosa como sou) continue ansiando por mais páginas. No mais você leia e forme sua opinião, ah e não se esquece de me dizer em qual lado da minha porcentagem você ficou.

Por Téh


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que se proteger de um acidente nessa temporada:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
LiteraNews

Aviso: Voltamos em 2017

manutencao-2017
LiteraLovers,
esses meses foram muito importantes para nós do blog (Lua e Téh) e esperamos que pra vocês também tenha agradado e entretido. Vamos aproveitar uns diazinhos para ajeitar umas coisas lá na nossa fanpage e deixar tudo lindo (por isso não estranhem caso vejam a gente por ai na sua timeline, mas aproveita e curte lá). Já os posts aqui do Blog só voltam em janeiro, joia?
Contamos com a presença de todos que nos acompanham em 2017, que já tá bem ai. Vamos trazer novidades, risos e LIVROS! Muitos Livros! E claro, continuar sendo esse blog gracinha que sei que vocês adoram (risos).
❤ Desejamos muitos livros em 2017 para todos nós! ❤

Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que chegar 2017:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBookv