Resenhas

#Resenha Arruinados – Série Avassaladores livro 1- Luz M. Agom

Olá, literalovers. É dia de resenha, avisa aos amigos!

O livro da vez é Arruinados (Serie Avassaladores – Livro 1) um romance nacional da autora Luz M. Agom. Ela começou no Wattpad, depois publicou em e-book pela Amazon e esse ano lançou a versão física do mesmo. É o trajeto de um objetivo até a sua realização. Quando eu recebi o livro senti uma alegria grande porque vi ali um sonho concretizado.

Bom, vamos ao que se trata, sim? O livro “Arruinados” conta a história de Amanda ou Mandi, e Antônio ou Tony, mas Amanda prefere chamá-lo de Antônio e isso faz muita diferença pra ele. Amanda é separada, tem uma filha e no começo do livro mora com seu irmão Pedro. Antônio é o melhor amigo de Pedro e, apesar disso, ele a conhecia apenas de longe, até salvá-la duas vezes nas primeiras páginas do livro. Na segunda vez, Clara, filha de Amanda, estava junto, então a gratidão foi ainda maior. O livro é ambientado em Belo Horizonte com uma rápida passagem até Recife. 

 

E no quesito amor os dois estão arruinados. Ela, decepcionada com o ex, não quer mais saber de nada sério, quer se sentir no controle da relação e NUNCA quer casar novamente. Tony, pobre Tony, nunca nem sequer experimentou uma pitada do que é amor, pois segundo seu pai lhe disse o amor só causa dor e sofrimento. O que o tornou solteiro desde sempre, mas não sozinho. Sabe a famosa frase “solteiro sim, sozinho nunca”? Pois é, ele todinho. Ela é forte, decidida e controladora e essa personalidade dela faz a gente torcer muito pela mesma. Ele é muito mais que um rostinho e corpo perfeito, é um cara muito generoso, inteligente e sincero. Gente, se metade dos homens fossem sinceros assim o mundo seria outro. Tony é ideal, garotas… Difícil não se apaixonar.

Algo se encaixou na hora que os lábios de Antonio tocaram os meus. Eu não sabia o que estava sentindo, nem nada da nossa história, mas eu sabia que aquele homem enorme, forte, lindo e rústico era meu lar. eu estava novamente em casa.

Acontece tanta coisa com eles que eu pensei não tem nome melhor pra descrever esses dois do que “arruinados”. Isso porque vocês não sabem nem metade da missa. Amanda apareceu para quebrar todas as regras do que Tony um dia acreditou. Fez com que ele entendesse o que o amor significava e ela também aprendeu muito com ele. Duas vezes até. No ápice do livro, eu achei o acontecimento genial porque ali muitas peças se encaixaram. Os dois tem uma historia intensa, como o livro é do começo ao fim. É bem hot, viu? Quem for ler já saiba disso.

A Luz é uma autora muito iluminada (piegas pode ser), mas é verdade. Ela quer transmitir a crença no amor por meio do que escreve, mesmo sendo de um jeito Hot, mas o amor tá ali sim, presente sempre, nunca esquecido. E já pretendo ler os próximos livros da Série Avassaladores porque ela ganhou uma leitora de carteirinha.

Por Téh


Compre o livro na Amazon:

Arruinados (Avassaladores Livro 1) eBook Kindle : https://goo.gl/fJpncB
Box: Série Avassaladores eBook Kindle: https://goo.gl/1GB1hS

Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais seguro do que ficar arruinado como esse casal:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Resenhas

#Resenha Doidas e Santas – Martha Medeiros

Olá, pessoas!

Vou começar confessando algo: eu não sabia como fazer essa resenha. Serio! Mas, eu queria muito fazer. Deu pra entender o nível de bipolaridade dessa pessoa que aqui fala? Pois é, bem grave. Mas, eu não desisti. Precisa escrever e cá estou eu. Bem, o livro é Doidas e Santas, da escritora brasileira Martha Medeiros, publicado pela L&PM editores em 2015. É um livro de crônicas que foram publicados no jornal O Globo e Zero Hora entre os anos de 2005 e 2008. Fiquei sabendo que é uma reunião de 100 crônicas ao total. Eu não fui contar e vou confiar na pessoa que escreveu essa informação.

Há muito tempo já vinha lendo textos avulsos da autora por aí e não sabia quem era até pouco tempo atrás. Logo a adicionei a lista de “quero ler”. E vai me dizer que esse nome “Martha Medeiros” não te lembra de nenhum texto ou frase que já tenha ao menos passado o olho em alguma rede social? (Tumblr principalmente)

“Bem, e sobre o que são essas crônicas do Doidas e Santas, afinal de contas?” Você deve estar se perguntando. Se não está se perguntando você deveria porque eu tenho que responder isso de todo jeito: São temas cotidianos, reais, da sociedade, da vida, da nossa vida, das mulheres que são doidas e santas e às vezes até da falta de vida também. De amores e desamores. Tem também crônicas que mais parecem dicas e indicações (se ela curtiu certo filme ou música) ou contraindicações (se ela não deu like em certo programa, filme, atitude).

Essa coisa chamada “história de amor” requer um certo tempo para ser construída, e as que dão certo são aquelas vividas com paciência, com o espirito aberto e geralmente com qualquer um que consiga romper nossas defesas e nos fazer feliz. Crônica: Qualquer Um

E é assim que se desenrola o livro. Aviso logo aos leitores desse texto que se você não curte tais temas nem ouse pegar esse livro (a menos que goste de desafios), porque até para quem gosta (eu no caso e mais alguns tantos) encontrei certa dificuldade em prosseguir, sabe? Porque a gente se acostuma tanto a um ritmo de leitura, que conta capitulo por capitulo seguindo o mesmo tema, que quando lemos algo assim temos esse problema de ter a vontade de continuar sem saber qual vai ser o próximo tema.

Porém, o que ajuda nessas horas são os títulos dos mesmos. Sim, eles fazem o gancho que te puxa para continuar, pois você quer saber sobre o que ela vai falar. Mas, como eu disse, a leitura pra mim foi algo meio arrastado e demorado. Apesar disso, eu gosto muito dos temas que ela abordou e me identifiquei bastante. Mesmo que eu e ela tenhamos vidas bem diferentes (ela casada e com filhos) pude ver que nossas opiniões “batiam” em certos casos. E sim, as crônicas são basicamente as opiniões dela, o ponto de vista dela sobre assuntos da vida.

Libertar uma pessoa pode levar menos de um minuto. Oprimi-la é trabalho de uma vida. Mais que as mentiras, o silencio é que é a verdadeira arma letal das relações humanas. Crônica: Falar

Bom, se quiser ler e criar uma discussão mental com a autora eu super-recomendo (depois me conta quem venceu essa batalha).⁠⁠⁠⁠

Por Téh


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que ficar doida ou tentar ser santa:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Resenhas

#Resenha Caindo na Real (Wise Up) – Nicole Chaves

Hello, pessoas! Vamos cair na real que essa história é muito pé no chão, super atual e que deve acontecer demais mundo afora.

Conta a história de Elisa e de como ela enfrentou vários conflitos em um único momento da sua vida. É assim mesmo a vida… A gente pode tá na pior e vem à vida e te mostra que o buraco pode ficar ainda mais fundo. Mas calma que como tudo na vida real nos serve para aprender, na vida da Elisa ela também aprende várias lições.

Elisa é uma garota muito religiosa, que nem sua mãe a ensinou e ela segue rigidamente. Clara, era sua melhor amiga e inclusive fazia parte do mesmo grupo de jovens que Elisa na igreja. Como eu disse era sua melhor amiga. Isso porque Clara revelou quem realmente era e que gostava de Elisa muito mais do que apenas como amiga. Complicado quando isso é visto como algo abominável para Elisa. Pois é, muito indignada com a forma como Clara lhe mostrou isso, Elisa a chama de aberração e sua amiga fica muito chateada. Polêmico? Você ainda não viu nada.

Sua mãe também está muito doente, com câncer em estágio avançado e não há mais o que fazer. Desesperador para uma filha. Eis que sua mãe lhe revela que até então seu pai que estava morto pode estar andando pela terra normalmente (só pra quebrar um pouco o clima pesado, não disse que a historia ia ser leve). Ansiosa como ela é, Elisa vai atrás dele e é muito bem recebida por sua tia Olga, já por seu pai…

E é longe de casa que Elisa descobre o maior segredo de sua mãe.

Organizado em 29 capítulos, em páginas que você devora rapidamente por ser uma leitura fácil e direta, Caindo na Real, é uma história de grandes segredos que acabam sendo descobertos em uma sequência de tirar o fôlego. Gostei muito dessa história realista que tem moral e faz a gente pensar, e questionar, e sermos menos extremistas.

Se você quiser ler é só comprar o ebook nesse link: http://amzn.to/2rx5Tel

Por Téh


Leia outras resenhas da escritora aqui no blog: Sinfonia Agridoce e Notas de Violet  .

Maiores informações, acesse:  www.chavesnicole.com


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que cair na real:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Resenhas

#Resenha Sinfonia Agridoce – Nicole Chaves

Primeira coisa que vou dizer é que: tenho uma amiga escritora. Sim! A Nicole, autora desse livro que vou resenhar, é nossa amiga e juntas fazemos parte do grupo de leitoras Damas Literárias (depois a gente conta mais sobre nosso grupo pra vocês).

Olha só uma curiosidade interessante da escritora: a Nicole também é administradora e junto com o amor pela escrita, criou um esquema só dela. Ela desenvolve o livro em 29 capítulos, ou como ela batizou The 29 Chapters. Muito diferentona, adorei isso.

Tá enrolei demais, mas é que não se pode falar muito do livro, já que ele é facilmente devorável e eu não vou dar pistas/spoiler aqui, porque ninguém quer isso. A principal informação do livro, o que faz a gente entender do que se trata o mesmo, é o grande diferencial dessa história. Pelo menos pra mim, mas você e eu somos diferentes, então só você lendo pra saber por que eu não vou detalhar nada aqui. Não, não!

Bom, se você gosta de música (se não gosta você é um ET) de um jeito que ela tá sempre na sua vida, te livrando de ouvir aquele barulho ou te distraindo do mundo, ou te iludindo fazendo você pensar que sua vida é uma trilha sonora tem que ler esse livro. Não que ele seja especificamente apenas sobre música, mas ela é a base de tudo e influencia muito as personagens (deixo no ar). E se você tá esperando algo romântico e meloso, sorry, mas canal errado. A história é ficção, e não tem nada de casalzinho. Então, ótima opção para quem quer experimentar um pouco outra temática e não ficar tão diabético.

A história conta o “despertar” da Echo (fala-se Eco mesmo, o h é charme) que já “nasce” jovem e sem muitas informações/lembranças de quem ela é e de sua história. Confesso que esse começo é confuso até a hora que esse despertar da Echo é explicado e tudo fica muito claro (rimou?). Mas, isso é bom porque faz você querer ler mais para entender o que que tá acontecendo.

Não sei se vai acontecer com você o mesmo que aconteceu comigo, mas nesse inicio eu pensei que a Echo fosse uma amiga imaginária da outra menina que sente conhecer de algum lugar. Ah, não falei muito dela porque a forma como a Echo se refere a ela é bem reveladora. Porém, essa guria é a principal responsável pela Echo. E é nesse momento que começamos a entender mais o que está acontecendo e o porquê de a relação entre as duas ser algo único.

A Echo aparece e some sem avisar, o que sempre faz sua amiga ficar triste quando ela some e surpresa quando ela aparece. Teve vezes, porém, que esses “sumiços” demoraram muito mais tempo que o normal. Tem uma explicação pra isso? Talvez a amiga e a música estejam envolvidas? Talvez. Nada tá muito claro ainda, afinal é só a “introdução” da história e, Nicole, espero muito que você lance logo a segunda parte da serie porque preciso saber mais.

Eu gostei muito dessa história, por vários motivos, mas posso dizer que, baseada na minha pouca experiência literária, ela já é boa o bastante para indicar a um amigo. And, nunca tinha visto história com essa originalidade, o que faz valer muito a pena essa leitura.

Resumindo: digamos que seja a materialização de uma relação pouco abordada no meio dos livros.


Galerinha do bem, o livro está disponível em e-book e pode ser adquirido pelo link abaixo:

Amazon: http://migre.me/whCJ9

E quem quiser saber mais sobre a escritora, a Nicole tem um site onde ela fala muito mais do que os seus livros. Têm cinema, música, até dicas de administração. É só acessar:

http://chavesnicole.com/

Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que ouvir Bitter Sweet Symphony do The Ferve:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Resenhas

#Resenha Guerreiros Elementais – O Início do Mal (Estevão Aleksandravicius)

O que você faria se fosse chamado para comparecer a uma seleção, no meio da Mata Atlântica, com a missão de ser um ajudante para proteger a natureza da devastação?

Até ai tudo bem. Mas, acrescente a isso: um tamanduá bandeira chegando sorrateiramente até sua casa (na sua frente pra ser mais precisa) e como um entregador dos correios ele deixa uma folha de árvore com aquela mensagem (dita acima) escrita em letras douradas. Tá bom pra você agora? Não sei você, mas eu ficaria toda me tremendo.

edit-res4

Pois foi exatamente isso que aconteceu com Gabriel, João, Sheila, Raoni, Zoe, Sabrina, entre muitos outros jovens que foram escolhidos ao longo de todos os estados do Brasil. E o local para onde eles foram convocados a ir nessa missão era nada mais nada menos que um lugar que tem muitas plantas, bichos… Já sabe? Mata Atlântica, no santuário.

Arátor, o guerreiro de armadura e espada (sim, pode crer) e Calixto, o sábio de manto e cajado (é, se eu só falasse os trajes já dava pra saber quem era o que) foram os responsáveis por essa seleção a pedido da Mãe Natureza (Não é pra vaga de emprego. Infelizmente, porque ai até eu iria querer participar). Pra que isso? Como uma opção para tentar preservar a natureza com a ajuda dos próprios seres humanos do bem, já que tem os do mal que destroem. Mas será que essa ideia foi boa?

Porque para conseguirem realizar essa missão apenas como humanos comuns não ia rolar, né? Ai a mãe Natureza resolve dar uma incrementada na vida dos “reles mortais” que serão escolhidos dando a cada um determinado poder. Seriam apenas quatro poderes, aqueles elementos básicos que conhecemos desde criança: fogo, terra, água e ar. Mas então foram inseridos mais seis: fauna, flora, metal, gelo, raio e luz (para a pessoa mais good vibes que tiver por lá).

Agora se imagine com algum desses poderes. Agora imagine mais 10 pessoas com poderes! Bem, se você for uma boa pessoa vai usar seu poder para não só proteger a natureza, que é o que tá escrito na sua missão, como ajudar alguém que precise. Agora, e se esse poder cair em mãos erradas? Alguém que quer tudo e mais um pouco apenas para si mesmo? Só me despeço do mundo. Bye, bye world. Mas, isso não é spoiler não, são hipóteses lógicas!

Acredito que já fazem ideia do que pode acontecer nessa história (tiro, porrada e bomba), mas espero que te surpreenda de verdade. Sem mais detalhes porque o livro é curto (um dos mais rápidos que li. Palmas pra tartaruga aqui.) e tudo acontece sem enrolação: (se for fã de suspense, sugiro um livro de mais de 500 páginas) em uma frase tá o conflito e na outra a resoluçã. Pá pufo! Sem tempo para pensar, mas ainda assim você fica cada vez mais grudado nele para saber como vai terminar  e o que vai acontecer. É de fácil leitura. Apesar de acontecer anos depois do descobrimento do Brasil, o autor é do nosso tempo e o português é o coloquial, informal (demos graças \o/).

edit-res5

Tem um porquê do livro ser pequeno, mas só lendo para descobrir. E como esse é o inicio sabemos que vai ter outro (não é mesmo, Sr. Autor?) e em outra época (segura esse meio/quase/de leve spoiler que não foi muito claro). Ficou curioso? De nada! Estou aqui para fazer isso. Então cuida em ler logo esse que deve vir mais por ai.

Por Téh


Para comprar: http://migre.me/w0TVW
E-book amazon: http://migre.me/w0V9p
Editora: Editora Pendragon
Autor: Estevão Aleksandravicius
Páginas: 190
Edição: 1
Ano: 2016
Tipo de Capa: Brochura – Supremo 250g Com duas orelhas
Assunto: Literatura Nacional – Fantasia
Idioma: Português

Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que ler o livro apesar de também ser rápido:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook

 

Resenhas

#Resenha Hollen – Anjo Caído (Fernando Raposo)


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que ver um anjo caindo do céu:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Julgando Pela Capa

#JPC Guerreiros Elementais – O Início do Mal (Estevão Aleksandravicius)

Olá, LiteraBabies!

Comecei o post em português e isso é motivo de celebração.

Vim aqui apresentar mais um autor NACIONAL de fantasia. Sim, esse brasileiro com sobrenome de estrangeiro chamado Estêvão Aleksandravicius. Ele é formado em letras e desde muito tempo curte histórias fantásticas. Agora está aqui, divulgando a própria. Perceberam? O mundo é quase redondo e dá voltas.

13908990_1212099945488505_5477901332331291216_o

Com uma versão física linda em mãos (foi emocionante) e sem ter lido ainda resolvemos dar uma olhada a mais na capa. O título Guerreiros Elementais – O início do mal (eu só consigo falar “elementares”, mas escrevendo sou mais bem coordenada, perceberam) já traz um ar sombrio à história. A capa preta deixa em evidência apenas o desenho de vários elementos em círculos. Fogo, gelo, uma onça, ar, luz (luz?), água, uma pedra, uma lua (lua?), um raio (se eu tiver acertado 3 fico feliz)… tudo em uma roleta com uma estrela no meio. Seriam esses todos os elementos da natureza ligados à alguém em comum?

A sinopse diz que os humanos estavam ferrando com o planeta, então a Mãe Natureza teve que mostrar quem manda. Resolveu intervir e mandar os Elementos para salvar a coisa toda. Só que características como inveja, ambição e luxúria surgem entre eles e vão tornar as coisas ainda mais complicadas e interessantes. Percebemos que esses não são defeitos só de humanos.

A história promete vários vilões e, #JulgandoPelaCapa, fico na expectativa de uma história cheia de ação, com interesses conflitantes entre vários personagens (sabe quando um personagem do mal age contra outro do mal e depois contra o do bem e forma essa teia toda que no final você tá torcendo por todos de alguma forma? Pois acho que vai ser isso) e muitos elementos sobrenaturais pra quem curte.

Mas, imagino também que uma lição será deixada sobre as atitudes dos humanos em relação ao planeta… algo relacionado à nossa realidade apresentado de forma mais obscura e com esse cenário fantástico que todos vocês amam. Será que acertei em algum desses meus pré-conceitos? Espero que sim. No próximo post veremos o que esses seres aprontaram!

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que entrar nessa batalha.
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook