Tags Literarias

#TAG Escritores

Olá, Literalovers! Nessa semana que teve o dia do escritor (25 de julho), nada mais “criativo” do que fazer uma tag sobre o assunto, não é mesmo?! Ah jovens, tem momentos que a criatividade só chega, lhe dá inspiração e faz você criar posts em blogs (caso você tenha um, lógico). Uau, filosofei sem querer. Daqui a pouco, vou me achar tão criativa que eu mesma vou me tornar uma escritora. Talvez seja melhor seguir com a Tag , vamos aos tópicos:

O escritor que te iniciou no mundo da leitura:

Lua: Olha… acabei de perceber que foi Moisés, já que o primeiro livro que li na vida foi a Bíblia. Mas, de modo geral foi Maria José Dupré – percebam que já falei de Moisés e agora Maria e José no mesmo nome – com o livro Éramos Seis. Foi o primeiro paradidático que me lembro de ler sem conseguir parar e foi o mesmo que me apresentou ao mundo das lágrimas.

Téh: Markus Zusak, autor de A Menina que roubava livros que eu já falei muito aqui. Lógico que ele não foi o primeiro livro q li porque quando li esse livro era 2008, por ai, e antes disso só li paradidático e eu não me lembro de nenhum que tenha me feito gostar de ler. Então o primeiro que lembro que foi o que me marcou por seu meu primeiro livro foi ele.

Um escritor que te ganhou de volta e um que te perdeu para sempre:

Lua: Ninguém me ganhou de volta… Perdeu, playboy. Agora um que perdeu pra sempre foi Marlena De Blasi. Ainda tenho trauma de ter lido Mil Dias em Veneza.

Téh: Não consigo pensar em nenhum, porque eu dei chance para vários enquanto lia mesmo e prossegui porque não era tão ruim. E os que me perderam foram para sempre. Comigo não tem isso de volta não, rapaz. Mas posso citar uma que não quero ver nem pintada de glitter na minha frente que é a Emily Brontë.

Um escritor brasileiro e um estrangeiro:

Lua: Sou nova no campo nacional, mas já conheci tantos nesses últimos meses de blog que é difícil escolher um. Vou citar a Renata Christiny que escreveu um gênero bem diferente do que costumo ver entre os nacionais e envolve todos os elementos que amo: mistério, FBI, psicopata e romance. Um estrangeiro… Ninguém imaginava que eu ia citar meu amor eterno por Nicholas Sparks, né? Pois é, eu nunca cito – até parece. Mas, para variar vou citar Sara Shepard, autora da série mais sem fim do mundo: Pretty Little Liars, que tem 18 livros e… EU LI TODOS! preciso me gabar um pouco, dá licença. Não se lê 18 livros de uma série pra depois ficar calada.

Téh: Nacional é o Pedro Gabriel , eu chamo ele de Antonio (piada que bons entendedores entenderão). Eu amo poesia e amo a forma como ele faz o jogo com as palavras nas dele. E o estrangeiro… que adivinha? Nicholas Sparks! Ele mesmo somente para lembrar que eu estou com saudade de ler alguma coisa dele.

Um escritor “zona de conforto”:

Lua: Dill FerreiraDill Ferreira, que é outra escritora nacional e que eu achei entre tantos no Facebook do blog. Digo que é “zona de conforto” por causa da escrita que acho tão suave e romântica. Dá vontade de ler no frio, enrolada num edredom e tomando chocolate quente. Vocês que moram no Sul façam isso, please. Apesar de uma ou outra cena hot, ou cenas de ação eu sei que a história vai sempre ter um final feliz – e isso eu só amo demais.

Téh: Julia Quinn, eu leio tudo o que ela escrever e sei que vai ser bom. Pode me dar até uma lista de compras do supermercado, um bilhete, qualquer coisa que ela tenha feito. Eu sei que vou gostar do que ela fizer porque ela é muito deusa nisso.

Um escritor que você traria de volta dos mortos:

Lua: Jane Austen, querida, ressuscita! Precisamos tomar um chá das cinco falando do Mr. Darcy sentadas na nossa mesinha com janela de frente para as ruas de Londres.

Téh: Agatha Christie. A rainha do crime. Criadora do melhor detetive que já existiu Hercule Poirot (que Sherlock Holmes não me escute) mas tenho grande carinho por essa mulher e sua criação.

Achamos a tag no blog Lado Milla, mas não fazemos ideia de quem criou. Palmas para essa pessoa. E, para os escritores de toda parte do mundo: desejamos muitas coxinhas elas contribuem para a criatividade  para vocês por criarem os tantos mundos incríveis que vivermos em cada livro!


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que escrever um livro:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Desafios Literários · Tags Literarias

#TAG Desafio Literário: Livros para se Apaixonar

Olá, beautiful people! Falou em romance me vem logo na cabeça Nicholas Sparks, então isso foi um pequeno spoiler de como está esse desafio hoje e me faz lembrar também que nunca mais li nada dele. #BateuUmaBadNow  Enfim, vamos a essa tag e difícil vai ser não se apaixonar por esses protagonistas depois viu?! Aqui embaixo vocês podem ver de onde tiramos a TAG (do marcador da Cultura sim, porque somos criativas e sim, queremos ser patrocinadas kkkkk). Brincadeira ou não, joguei no ar!

  • Um livro com um triângulo amoroso

Lua: A Seleção, da Kiera Cass! Não poderia ter outro aqui, certo? Certo. América-tortinha-de-morango não consegue se decidir entre Maxon e Aspen, embora eu mesma não entenda o dilema. #TeamMaxon

Links para compra na Amazon: A Seleção / A Elite / A Escolha

Téh: Jogos Vorazes, Suzanne Collins. Vorazes no amor também! Mas nessa categoria do desafio eu percebi como são poucos os livros que li que tinha triangulo amoroso. Sério, eu pensei q seria fácil porque existe tanto isso na TV, mas me surpreendi e vi como os livros realmente são o lugar que devo estar! E sim, Katniss, Peeta e Gale formaram um baita trio, num foi? Nossa, eu gostava mais de um do que do outro, mas depois aceitei bem.

Links para compra na Amazon: Jogos Vorazes / Em Chamas / A Esperança

  • Um livro em que o protagonista foge

Lua: MEL DELS. Nada melhor do trazer a rainha viva dos romances de época, Julia Quinn, com o livro 2 da série O Quarteto das Smythe-Smith: Uma Noite Como Esta. Daniel Smyth-Smith teve que trocar a vida de conde pela de fugitivo por três anos só por ter o azar de ganhar um jogo de cartas e acertar uma bala na perna do seu alucinado adversário. Para agitar mais a coisa toda ele se apaixona por outra fugitiva. Quem disse que “os opostos se atraem” não conhecia Daniel e Anne.

Link para compra na Amazon: Uma Noite Como Esta

Téh: Cidades de papel, John Green. A Margo é aquela personagem que você gosta e odeia. Ela tem umas sacadas geniais, pensa além dos outros e é super geniosa. Ai a guria tem uma noite cheia de aventuras com o Quentin e no dia seguinte some como se não devesse nada a ninguém. Mas ela devia a gasolina do carro do Q porque o pobre nem cobrou por passar a madrugada correndo de carro com ela pela cidade. Pois é, ela foge/desaparece/evapora enfim, o fato é que ela já fazia isso e os pais achavam aquilo normal, mas não dessa vez. E o bobo do Q vai atrás dela porque acha q ela queria ser encontrada.

Link para compra na Amazon: Cidades de Papel

  • Um livro com mais de um ponto de vista

Lua: Convergente, Veronica Roth. Minha memória de acetona não me permite lembrar quantos pontos de vista tem os dois primeiros livros da série. Mas, o terceiro traz o ângulo da TRISteza e do Tobias… quem leu sabe bem o motivo disso.

Link para compra na Amazon: Convergente

Téh: Como eu era antes de Você, Jojo Moyes. Quem não conhece o livro, conhece o filme. Nele tem o ponto de vista principal da Louisa Clark e vários outros, como da irmã dela, do Pai do Will e do cuidador do Will, entre outros. É bem bonito e faz a gente pensar, sofrer e chorar! Mas damos risadas também com o humor negro do Will e as trapalhadas da Lou.

Link para compra na Amazon: Como Eu Era Antes de Você

  • Uma história de amor baseada em fatos reais

Lua: Para Sempre, Kim Carpenter. Tem o filme dessa história que, por incrível que pareça, gostei mais que o livro. O autor conta a história de como ele e a esposa, Cricket – nome de grilo – se apaixonam e depois enfrentam as consequências terríveis de um acidente. História emocionante, super recomendada e não tão nova.

Link para compra na Amazon: Para Sempre

Téh: Para Sempre, Kim Carpenter. Eu e a Lua pensamos no mesmo! Não é coincidência, a gente tem gosto parecido. Bom, é linda essa historia de amor que acaba nos iludindo na vida real. O filme tem umas coisas diferentes do livro, mas os dois ficaram emocionantes!

  • Um livro que se passa em um lugar que você sempre quis visitar

Lua: Que difícil, hein?! Qualquer lugar fora do Brasil e dentro da Europa, América do Norte e Austrália é elegível para mim. Posso dizer de novo A Seleção? Quero visitar Illéa, poxa! Ok, ok… vamos a lugares reais: Londres. Pode ser a da era vitoriana? Não?! Então, vamos de Um Dia, do David Nicholls. Tenho esse livro a mais de 2 anos e não consigo finalizar, como já falei algumas zilhões de vezes aqui. Mas, Londres é Londres independente do livro.

Link para compra na Amazon: Um Dia

Téh: Bom, aqui vai duas indicações de dois Nicks. Primeiro o mesmo que minha amiga indicou: Um dia, David Nicholls que se passa em Londres e já é muito amor dai. E que, diferente dela, é um dos livros que mais gosto. E o outro Nick é o Sparks com A Última Música que acontece na Carolina do Norte, berço de praticamente todos os livros dele. Eu não pensava nesse lugar antes, só depois da grande influência do autor que vi o lugar e é apaixonante!

Link para compra na Amazon: A Última Música

  • Um livro com reencontro amoroso

Lua: Sem dúvida, Querido John, do autor que mais jogou ciscos poderosos nos meus olhos, Nicholas Sparks. A maior parte do tempo o casalzinho fica separado, pelo que me lembro. E o reencontro foi algo que até hoje eu queria não ter lido.

Link para compra na Amazon: Querido John

Téh: Um perfeito cavalheiro (Os Bridgertons), Julia Quinn. Benedict e Sophie vivem um conto de fadas. Sim esse livro é uma releitura da Cinderela, mas com uma boa dose do conteúdo que a Julia Rainha sabe fazer de melhor. Confesso que no começo desanimei, pensei: “Julia, mulher, tu vai fazer a Cinderela de novo? Sério?” Todavia, ela não deixou por menos! Ai vocês já imaginam que acontece tudo aquilo de fuga à meia noite e coisa e tal. Anos se passam para que eles tenham o reencontro amoroso. Depois dai a historia é melhorada a vários níveis! Vale a pena.

Link para compra na Amazon: Um Perfeito Cavalheiro

  • Um livro que virou filme

Lua: Jogos Vorazes, da Suzanne Collins! Quem disse que eu ia deixar a linda da Katniss é verdin de fora da minha lista?? Só não citei esse livro no tópico de triângulo amoroso porque acredito que aqui era mais um ciclo amoroso: Gale amava Katniss, Katniss amava Peeta e Peeta amava G…não pera, amava Katniss. Ninguém amava o Gale, só eu mesmo. O importante é que virou não um filme, mas 4!

Téh: Diário de uma Paixão, Nicholas Sparks. Assisti primeiro o filme e fiquei com vergonha de tanto que chorei na frente dos outros. Soube que tinha livro depois, então li e só amei mais ainda. E nem tenho muito o que dizer além de que é um dos meus filmes/livros favoritos da vida inteira!

Link para compra na Amazon: Diário de Uma Paixão

Agora, chegou a hora de socializar! Desafiamos alguns dos nossos blogs parceiros para responder o desafio! Seguem os links para vocês conhecerem e quem quiser responder também fique à vontade, você é livre! Marca a gente nas suas respostas. Pode até ser em qualquer rede social. ❤

PartiuLer

NoCasoUmaBookaholic

Nicole Chaves


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que terminar de ler e não estar apaixonada por esse desafio:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Desafios Literários · Tags Literarias

#TAG Desafio Literário: Livros para viajar para outros mundos

Olá! Amiguinhos, olha só quem está de volta? Quem nunca foi embora! *tá piada sem graça. Mas vamos animar que hoje a TAG é um desafio literário que veio em um marcador que me deram na Livraria Cultura. E claro, tudo vira post aqui. Tem que reaproveitar, tem que render! Todavia não era apenas 1 marcador ali me encarando e me desafiando. Não, não! Eram 3! Pasmem! Acha que eu ia aguentar tanto desafio sozinha? Negativo! Eu arreguei! Pedi help, implorei! *tá exagerei. E my friend Lua já cumpriu um desses desafios (e que para saber mais você pode acessar o link > aqui < ok?). Para o próximo desafio literário eu já tenho algo planejado, mas vocês só vão saber em breve! HAHAHA let’s go!

Tá ai caso alguém queira fazer! :P
Tá ai caso alguém queira fazer! 😛

  • Um livro com uma aventura em alto-mar

As Aventuras de Pi – Yann Martel

Logico que tinha que ser Pi! Já pensou em passar vários meses/anos naufragando em um bote com um tigre? É eu viraria petisco de tigre rapidinho! Lembro que passei meses para ver o filme, mas só porque eu sou do contra. Não gosto de ver as coisas quando estão em alta. Pois é, me julgue. E quando assisti simplesmente adorei! É de uma qualidade fotográfica espetacular. Acho que nem nos meus melhores devaneios inspiradores eu conseguiria imaginar algo assim na minha mente. E ai soube do livro. Infelizmente ainda não li, mas se encaixa tão perfeitamente nessa categoria que eu resolvi indicar pra você que só viu o filme que nem eu. O livro deve ser maravilhoso também.

Sinopse: Um dos romances mais importantes do século, As aventuras de Pi é uma narrativa singular de Yann Martel que se tornou um grande best-seller. O livro narra a trajetória do jovem Pi Patel, um garoto cuja vida é revirada quando seu pai, dono de um zoológico na Índia, decide embarcar em um navio rumo ao Canadá. Durante a viagem, um trágico naufrágio deixa o menino à deriva em um bote, na companhia insólita de um tigre-de-bengala, um orangotango, uma zebra e uma hiena. A luta de Pi pela sobrevivência ao lado de animais perigosos e sobre um imenso oceano é de uma força poucas vezes vista na literatura mundial.

Aproveite o desconto http://amzn.to/2p0LV9N


  • Um livro com animais falantes

Alice no País das Maravilhas – Lewis Carroll

O coelho falante que está sempre atrasado. O gato com o maior sorriso que existe. Não tinha como não ser esse clássico o escolhido para essa categoria. E mais uma vez só vi o filme, mas indico o livro porque sem dúvida está na minha lista de desejados/meta. É aquele filme que se tiver passando na TV eu paro pra ver porque não dá pra enjoar.. deu até vontade de ver agora.

Sinopse: O livro conta a história de uma menina curiosa que decide seguir um coelho branco, quando de repente cai em sua toca e é levada a um reino onírico, onde convive com criaturas estranhas e se envolve nas mais inusitadas aventuras. Neste universo inesperado, não há limites entre sonho e realidade.
Mais do que uma obra ficcional-juvenil, Alice no País das Maravilhas é uma alucinante viagem por um mundo nada óbvio em que imaginação, desafios de lógica, jogos de palavras e situações nonsense combinam-se de maneira única e inesquecível.

Aproveite o desconto http://amzn.to/2pX8jhk


  • Um livro que se passe em diferentes reinos

The Kiss Of Deception – Mary E. Person

Eu ia indicar A Seleção da Kiera Cass, mas isso dos reinos me deixou na dúvida. Andei pesquisando e vou indicar esse livro que foi uma febre um tempo atrás. E parece ser muito bem indicado e querido. Como eu já disse não sou muito de ir na onda, então somente agora li a sinopse dele e me parece bastante interessante. A contar pela protagonista que sai feito doida do seu reino para fugir de um casamento arranjado com um príncipe do outro reino para selar a paz. Ai se ela soubesse dos dias de hoje aposto que não faria isso. E ainda mais era por uma boa causa! A PAZ! Bom, já vai mais um pra lista!

Sinopse: Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante o lugar perfeito para recomeçar ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.

Aproveite o desconto http://amzn.to/2pa2pfC


  • Um livro com um Dragão na capa

Como Treinar o seu Dragão – Cressida Cowell

Assim que eu li esse desafio me veio logo esse filme na mente. Fui ver, tem livro. E gente é infantil sim, mas é bom pra gente ver de tudo um pouco. Não sei vocês, mas eu não conhecia o nome do protagonista. Quando li Soluço Spantosicus Strondus III já comecei a rir dai. Coitado só pode ter um serio problema com soluços escandalosamente estrondosos (o que deve ser a exata tradução).

Sinopse: Soluço Spantosicus Strondus III foi um extraordinário herói viking. Chefe guerreiro, mestre no combate com espadas, era conhecido por todo o território viking como “O encantador de dragões”, devido ao poder que exercia sobre as terríveis feras. Mas nem sempre foi assim. Neste livro estão as memórias da época em que Soluço era apenas um garoto normal. Muito normal. Nem um pouco heroico. Ele precisava desesperadamente capturar e treinar um dragão, e teria de ser o animal mais impressionante de todos. Mas tudo o que conseguiu foi uma criaturinha pequena e banguela, nada ameaçadora. Foi então que seu destino de herói começou a ser traçado.

Aproveite o desconto http://amzn.to/2oBMqDc


  • Um livro em que foi criada uma nova língua

1984 – George Orwell

Li esse livro quando estava na faculdade e ele simplesmente me mudou de alguma forma. E não vou somente de entreter, pelo contrário ele é muito mais que isso. Ele é didático. Ele é um aviso. Ele foi escrito em 1849 e é completamente aplicado até hoje. E esqueci (até esse momento) que lá fala de um nova língua que se chama exatamente assim NovaLingua ou NovaFala. Era a língua em que o Partido (o maior poder daquele tempo) manipulava todos os fatos históricos passados, tudo o que não lhe era conveniente. Muito atual? Pois você não viu nada. Todo mundo deveria ler esse livro.

Sinopse: Winston, herói de 1984, último romance de George Orwell, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico. De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro. O’Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que “só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade: só o poder pelo poder, poder puro”. Algumas das ideias centrais do livro dão muito o que pensar até hoje, como a contraditória Novafala imposta pelo Partido para renomear as coisas, as instituições e o próprio mundo, manipulando ao infinito a realidade. Afinal, quem não conhece hoje em dia “ministérios da defesa” dedicados a promover ataques bélicos a outros países, da mesma forma que, no livro de Orwell, o “Ministério do Amor” é o local onde Winston será submetido às mais bárbaras torturas nas mãos de seu suposto amigo O’Brien.

Aproveite o desconto http://amzn.to/2pTmtBd


  • Um livro com um portal para outro mundo

A Torre Negra  – C S Lewis

Só vinha Alice no País das Maravilhas na minha cabeça (porque sim, eu sou uma pessoa de poucas referências literárias ainda mais de fantasia.). Então consultei uma amiga que tenho no grupo das Damas Literárias (que sempre falo aqui e prometo fazer algo a respeito em breve) que ela sim, tem um big repertório e imediatamente soube o que me indicar. Dafne, você é realmente um oráculo e eu só tenho que agradecer. Então pelo que pude entender dessa história, que ela é de ficção e que tem um portal para outro mundo por isso que se encaixa nessa categoria. Enfim, não tenho muito o que dizer.

Sinopse: Continuação memorável das fantasias de C. S. Lewis, estas seis histórias revelam mais uma vez o poder e a visão deste importante contador de histórias, um dos nomes centrais da literatura de fantasia universal. A Torre Negra é um esboço de um quarto volume que daria continuidade à aclamada série de ficção científica de Lewis conhecida como Trilogia cósmica. Uma história cativante que continua as aventuras de personagens como Dr. Elwin Ransom e MacPhee. Na trama, cinco homens se reúnem no escritório de Orfeu, na Universidade de Cambridge, para testemunhar a violação do espaço-tempo por meio do cronoscópio, um telescópio que não olha apenas para um outro mundo, mas para outras dimensões. Ao longo das narrativas, seus personagens travam debates brilhantes sobre a matéria, no tempo e no espaço.

Link http://amzn.to/2pqsuYN


É isso espero que tenham gostado! Eu gostaria de agradecer a Dafne que colaborou com o post pois ela é quem entende desse mundo muito mais que a gente e já leu mais livros que eu e você, e sua rua toda juntos. Muito obrigada de verdade, Daf! E até o próximo desafio e não deixe de comentar e ler o que tem abaixo. Xeruuu.

p.s.: Você deve tá se perguntando porque não fiz o de criaturas mágicas, e eu digo que só me vinha Alice no Pais já sabe qual e o post ia ser somente sobre ela. Também não conheço muitos então ficou sem mesmo. Se souber de algum diz ai nos comentários. Pronto, desafio isso a quem ler!

Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que conseguir uma passagem pra outro mundo:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Desafios Literários

#TAG Desafio Literário – Livros Para Serem Eternizados

Vamos a um post irônico, já que é uma tag sobre livros que nunca devem ser esquecidos, escrita pela pessoa que tem a pior memória da história. Mas, é assim que a vida anda. Por isso se chama “desafio”. O desafio nós encontramos em alguns marcadores da Livraria Cultura e achamos beautiful. Se quiserem saber mais sobre algum livro em especial, coloquei o link para a dona da internet, Srª. Wikipédia. A maioria também tem o trailer. Então, vamos lá para o primeiro tópico.

(Unhas da Téh. Ela se lembra de pintar. Depois mostro as minhas. Prometo. Tá, já parei. Voltando…) 

  • Um livro ganhador do premio Pulitzer:

Para que não sabe – tipo eu antes de fazer essa tag – esse prêmio é como o Oscar do meio literário. Nada mais importa se você ganhar esse queridinho aqui! Infelizmente, só tenho um livro que ganhou esse prêmio As Vinhas da Ira, do Steinbeck, mas não terminei de ler. Vendo as sinopses dos ganhadores me interessei por 3 e quero citar os 3 – quebrando regras! – A Época da Inocência (Edith Wharton), 1000 Acres (Jane Smiley ) e As Horas (Michael Cunningham). Quem são eles? Ganhadores do Pulitzer. The Bosses. (Eu conheço? Não, sorry. Mas, pretendo.) Percebi que no geral os ganhadores possuem um tom melancólico no enredo. Mas, esse primeiro me soou mais como um romance de época, o segundo um suspense e o terceiro um drama. Então, espero que vocês sejam simpáticos e curtam algum desses três gêneros.

  • Um livro com mais de 500 páginas:

O Conde de Monte Cristo (Alexandre Dumas). AMO/VIVO essa história, mas nunca terminei o livro, pois a versão que peguei acredito que estava num português de Portugal ou então foi mal traduzido. Mas, a história em si é incrível. Quem quiser me dar uma versão no português lindo e maravilhoso que eu entendo fique à vontade. Eu ficarei feliz demais, prometo.

  • Um livro de um escritor latino-americano:

Cem Anos de Solidão (Gabriel García Márquez). Que bad… mas, não. Um amigo já me indicou esse livro e o nome ficou gravado. Ainda não li – tenho medo mesmo de ser triste ou com português arcaico – mas, caso alguém aí já tenha lido volte aqui e me explique o que achou. Vamos bater um papo.

  • Um livro que foi proibido ao ser lançado:

A primeira coisa que pensei foi “se foi proibido eu não conheço, certamente”. ERRADAMETE. Fui ver a lista e fiquei tipo “GENTE! MAS, GENTE!! OI? GENTE COMASSIM?!” Lembrei de Lolita (Gabriel García Márquez), mas nada me preparou para saber que As Vantagens de Ser Invisível (Sthephen Chbosky), Gossip Girl – Vai Sonhando (Cecily Von Ziegesar), O Diário de Anne Frank(Annelies Marie Frank), 1984 (George Orwell) e Alice no País das Maravilhas (Charles Lutwidge Dodgson) tinham sido censurados. Mas, o melhor deixei para o final – JOGOS VORAZES (Suzanne Collins, bjs sua diva!) – Sim, da lista é meu favorito. A série me apresentou uma das personagens mais brutas e corajosas que conheço. Estamos falando de Katniss, a mesma que encarou o Pr. Snow, matou a Coin, derrubou a capital e saiu viva de 2 arenas! Aí a pessoa acha que consegue censurar um ser desse. É muita audácia!

  • Um livro escrito antes de 1900:

Fácil. Mamão com açúcar. Piece of cake. Quase todos que leio foram lançados no século passado. Hahah Então, vamos citar um que foi a fonte de várias adaptações para as telinhas. O clássico Orgulho e Preconceito , da rainha Jane Austen. Em Julho deste ano se completam exatos 200 anos só que a autora morreu! RIP. Vejam as homenagens para a autora que serão feitas na Inglaterra aqui.

  • Um livro que virou musical:

Vou citar outro clássico. Les Miserables, de Vitor Hugo. E sem mais palavras porque não precisa.

  • Um livro lançado no ano em que você nasceu:

O Diário de Uma Paixão, do amorzinho Nicholas Sparks. Eu estava nascendo e o cara já escrevia best-sellers. Esse é um dos livros de maior sucesso dele e o que eu menos gosto de ler – calma, é porque ele é lindo até demais e aí eu fico na deep bad (coloca essa expressão aí no seu dicionário de ingles, deve ser nova).

  • Um livro em que o título contém o nome do protagonista:

JANE EYRE/Air, do docinho Charlotte Brontë. Preciso dizer o motivo? Vou te dizer vários. Leia essa minha resenha aqui!

Por Lua


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que pipoca de microondas:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook
Tags Literarias

#Tag Doenças Literárias

HEY! Oh quem está no mesmo bat-horário, no mesmo bat-canal?! Nosotras!
Achamos a tag Doenças Literárias no blog Beco Literário e pelo visto não estávamos vacinadas contra nenhuma delas. Vem ver! Algum livro pode ser seu próximo resfriado.
  • Para cada doença, nós temos que citar um livro relacionado. 

tumblr_ne04p269bj1sq9drqo1_500

 

Diabetes: Um livro muito doce.

Lua: Concordo que foi O Diário de uma Paixão, do best Nicholas Sparks. É um romance bem doce, tipo fundue com marshmallows e M&M’s. Mas acho que acabou se tornando um clássico para os outros.

Téh: O Extraordinário, R.J. Palacio. Não se trata de um romance de casal, mas acho que é isso que faz dele ser tão doce. É fofo demais esse livro. Uma delicia de verdade! E eu tenho um enorme carinho por ele. Vou protegê-lo!

***

Catapora: Um livro que você leu uma vez para nunca mais na vida.

Lua: Quem é você, Alasca? Oh desgraça que me fez raiva. Sei que tem muita gente aí fan do livro, mas sou eu que tô respondendo a tag então shiiiiu!

Téh: 50 tons de cinza e não me orgulho disso, ao contrario me envergonha. É tudo o que tenho para falar.

***

Influenza A: Um livro contagioso.

Lua: A Seleção, da Kiera Cass. Ainda não conheço uma alma que leu e não se apegou. E o universo parece ter lido, está em toda foto de estante e me dando boas vindas à entrada de toda livraria que vou.

Téh: Jogos vorazes, Suzanne Collins. O primeiro livro foi como um gatilho para eu querer ler mais e mais. E essa distopia é muito maravilhosa! Uma das minhas favs!

***

Insônia: Um livro que você virou a noite lendo.

Lua: Quase todos. Mas, vou escolher O Visconde Que Me Amava, da Julia Rainha (Quinn). É sempre aquela auto ilusão de dizer “só mais um capítulo”!

Téh: Para todos os garotos que já amei, Jenny Han. Pois era uma leitura fácil e bem gostosinha.

***

Amnésia: Um livro que você leu e não se lembra.

Lua: Convergente, da Veronica Roth.  Quando fui ver o filme só lembrei os personagens e foi mal. Não sei se foi porque eu não consegui ler o final do livro (pouco me importo com a TRIS(teza), mas não quero ver o Tobias sofrendo) ou se foi porque mudaram o filme inteiro.

Téh: Quase todos. Sim tenho uma péssima memória. Mas vou dizer pelos livros mais antigos, Os vinte e um balões (não faço ideia do autor). Era um livro que tinha aqui em casa e me lembro de pegar e ler, mas não lembro sobre o que era; só lembro-me do nome dele porque eu amo o número 21.

***

Asma: Um livro que te tirou o fôlego.

Lua: A Escolha, da Kiera. Tem de tudo um pouco, mas na medida certa e foi tão lindo que até hoje Maxon é dono do ar que respiro.

Téh: 9 regras a ignorar antes de se apaixonar, Sarah MacLean. Uau! Sim, esse me deu falta de ar mesmo. Um dos melhores romances de época que já li.

***

Má Nutrição: Um livro que você esqueceu-se de comer para ler.

Lua: Tudo me faz esquecer de comer, sério. Mas, digamos que foi A Escolha, do Nicholas Sparks.

Téh: A Escolha, Kiera Cass. Geralmente isso acontece, eu fico no limite da fome quando tô lendo e minha mãe fica gritando para eu ir comer. Mas como eu queria ler logo para saber o que ia acontecer com Maxon e America, isso deve ter acontecido bastante enquanto lia esse livro perfeito.

***

Doença de Viagem: Um livro que te lembre/ você relacione com uma viagem.

Lua: A Última Música, do quase nunca mencionado Nicholas Sparks (lol). A protagonista faz a viagem dos meus sonhos, pelo menos de início.

Téh: Cidades de Papel, John Green. Pois o Quentin embarca em uma viagem com seus amigos na busca de uma garota. Isso é muito legal, uma experiência única e feita com amigos deve ser inesquecível.


Alguém aqui quis tomar remédio para essas doenças? Só se for a catapora. Façam vocês também a tag e mostrem pra nós!
Beijos contaminados (e não pode reclamar! )

Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que pegar uma dessas doenças:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook

 

Tags Literarias

#Tag Nossos 7 Pecados Literários

Hello, LiteraBabies.

Quando eu digo que esse blog parece um confessionário vocês precisam acreditar. Vimos a tag dos 7 pecados e resolvemos colocar as cartas na mesa também e confessar tudo! Lá vai…

891c04490f1e38bbcaae7654eb44f272

7 – Inveja: Qual livro você gostaria de receber de presente? 

L: Um monte. Mas, por hora, quero A Herdeira, da Kiera Cass, pra ir completando minha coleção de A Seleção.

T: Dez formas de fazer um coração se derreter – Sarah MacLean. Porque eu amei tanto o primeiro livro dessa trilogia, que mal posso esperar pelo próximo que foi lançado recentemente.

 

6 – Luxúria: Que atributos você acha mais atraentes em personagens femininos e masculinos? 

L: Geralmente não gosto dos personagens femininos pq são muito impulsivas e complicadas… ah, que Zzzz! Mas, curto quando elas são inteligentes, engraçadas e objetivas. E nos masculinos gosto da inteligência, confiança e ironia. E beleza, porque ninguém é de ferro.

T: Nas mulheres a personalidade forte, que de algumas chegam a inspirar e o bom humor também que me identifico. E nos homens, o romantismo, obvio, porque os homens ideais eu só li sobre eles em livros e é algo que eu acho extremamente lindo e todos deveriam ser um pouco românticos como os galãs dos livros. Ah e a beleza, também não sejamos falsas, já que é pra confessar tudo mesmo.

 

5 – Orgulho: Que livro você tem mais orgulho de ter lido?

L: Orgulho e Preconceito, Jane Austen. Quanto orgulho de entender todos aqueles diálogos complexos! Passei uma semana falando com aquela linguagem de 100 anos atrás.

T: 1984 – George Orwell. Foi um livro pedido na minha faculdade então eu fui ler meio assim sem vontade, mas no decorrer da leitura o mesmo me surpreendeu bastante e vi como as coisas podem ter sido feitas por aquele escritor. Talvez ele tenha sido um vidente porque as coisas antigas que ele escreveu, mesmo que fossem numa visão futurista, acontecem sim hoje em dia. Foi impressionante e as obras dele são muito consideradas no meio da comunicação e outras áreas.

 

4 – Preguiça: Qual livro você tem negligenciado devido a preguiça?

L: Um Dia, David Nicholls. O mundo ama, mas eu não tenho capacidade de finalizar.

T: Os Pescadores – Chigozie Obioma. Porque é um livro completamente fora dos cenários ao que estou habituada, mas sei que é algo que eu devo por como objetivo para conseguir. Gente, os nomes africanos são muito difíceis de serem lidos e com certeza não leio certo.

 

3 – Gula: Qual livro você devorou sem vergonha alguma?

L: O Visconde Que Me Amava, Julia Quinn. Ah, Anthony… 🙂

T: Para Todos os Garotos que Amei – Jenny Han. Mesmo se tratando de um clichê adolescente eu achei ele tão facinho de ler e gostosinho. A trama lhe prende, é muito bom.

 

2 – Ira: Com qual autor você tem uma relação de amor/ódio?

L: Nicholas Sparks. Por usar enredos conhecidos mas sempre com um tom irônico e que surpreendem em algum ponto. Mas, não precisa sempre matar um personagem, meu jovem! De sofrida já basta a vida.

T: Nicholas Sparks. O mesmo da minha amiga porque sim, nós tivemos uma fase louca por ele. Só falávamos dos livros e tal, emprestávamos os que tínhamos, um troca-troca. E quase chorávamos juntas também, mesmo que por mensagem. Porque matar as pessoas Nick? (sim, já somos íntimos).

 

1 – Avareza: Qual o seu livro mais caro e o mais barato?

L: Quase todos os meus livros eu ganhei (Deus abençoe quem me deu) e cada livro que comprei de série saiu quase de graça. Então o mais caro que paguei foi Querido John, Nicholas Sparks. Dei R$ 15,00… uma fortuna, certamente. E o mais barato: Mil Dias em Veneza, Marlena de Blasi. Paguei R$ 5,00 em um de segunda mão. Porque nem sempre dá pra ser rica e culta ao mesmo tempo.

T: Caro: Melancia – Marian Keyes. Porque eu comprei esse livro 3 vezes: 1 uma versão de bolso, depois 2 normais (um pra mim e um para dar de presente para uma amiga). Então, acho que isso o torna mais caro. Barato: O Código da Inteligência – Augusto Cury, comprei naquelas promos nas Americanas. Quem nunca né, galera?


É isso, acho que estamos bem aliviadas (tipo, tiramos um peso das costas) ao confessar tanta coisa pra vocês. E sim, cometemos todos os pecados… Quem quiser também confessar os seus nos comentários aproveita, está permitido neste post e não vai sair daqui!


Já seguiu as nossas redes sociais? Juro que é mais rápido que cometer seu próximo pecado:
#Facebook  #Instagram  #Twitter #Skoob #Wattpad #LuvBook